A Besta dos Mil Anos de Ilmar Penna Marinho Junior

90

Uma leitura intensa, incômoda e surpreendente. O autor faz altas críticas ao nosso sistema corrupto e temos uma bela aula de história.

Sinopse

 

A busca por uma antiga tapeçaria e o mal espalhado por onde ela passa é pano de fundo para o primeiro livro da Trilogia do Apocalipse, de autoria de Ilmar Penna Marinho Júnior, que aborda temas como fé, violência, crime, ganância e sexo. Uma das sete peças que faltam para completar a Tapeçaria do Apocalipse, elaborada no século XIV e exposta no Castelo de Angers, na França, a de número 75, que traz a “Besta aprisionada por mil anos”, depois de séculos, tem seu paradeiro afinal descoberto no Brasil na Rocinha, favela do Rio de Janeiro, então dominada por violentos traficantes.

Link: Skoob | Comprar: Amazon

Resenha

Apesar de assistir nos noticiários, diariamente, a quantidade de atrocidades que o ser humano é capaz de cometer, é difícil não sentir aquele incômodo ao se deparar com a maldade humana também na literatura. Seja ela motivada por uma ação demoníaca ou pela própria maldade do ser humano, é doloroso aceitar que um semelhante seja capaz de cometer as piores atrocidades por ganância, vingança e prazer.

Quando comecei a leitura de A besta dos mil anos não imaginava que encontraria uma realidade tão nua e crua descrita nas páginas do livro. Temos como base da história a busca pela peça 75 da Tapeçaria do Apocalipse, mas o autor aproveitou muito bem de sua narrativa para fazer uma bela crítica social e política e esmiuçar o lado perverso do caráter humano. De verdade, eu não fazia ideia de que encontraria algo tão real.

Apresentando diversos personagens que compõem a trama, Ilmar deixa Leonardo com a responsabilidade de nos chocar. Sim, ele nos apresenta um mundo onde o crime, a ganância e o sexo são usados para atingir os objetivos mais sórdidos e desejos mais obscuros do coração humano. Leonardo é só a pontinha do iceberg de um mundo imerso no caos da vaidade, do dinheiro e da luxúria.

As cenas são muito bem descritas e muito reais. É um passeio por dentro do mundo do crime e da barbárie. Quem tem “estômago fraco” com toda certeza ficará bem incomodado com a leitura. Achei muito interessante o autor abordar temas como política, religião, o mundo do tráfico e a bandidagem da forma explícita como fez, jogando na nossa cara toda a sujeira escondida por baixo do tapete.

Uma coisa me incomodou no decorrer da leitura e não foram as cenas de tortura. A trama em si ficou meio que deixada de lado e o autor foca muito em debater sobre política, sobre o funcionamento do tráfico, economia e como funciona o mundo do crime. A busca pelo tapete em si só vem começar depois da página 150. Os muitos personagens apresentados me deixaram meio confusa num primeiro momento mas depois me ambientei na história.

Entendo que é uma trilogia e que esse é só o começo da aventura da peça 75, mas eu esperava um pouquinho mais da parte investigativa. Gostei muito do casal de “heróis” e dos momentos de ação.

É uma leitura que está o tempo todo em movimento, motivando o leitor a seguir para a próxima página. Estou super curiosa para já começar o segundo livro e espero que em A besta de Lucca a trama em torno do tapete apareça mais. Super recomendo a leitura para quem curte um suspense!

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

3.5 Suspense

Uma leitura intensa, incômoda e surpreendente. O autor faz altas críticas ao nosso sistema corrupto e temos uma bela aula de história.

About The Author

Nerd, Geek, viciada em livros, youtuber, aspirante a jornalista, apaixonada por animais e nas horas vagas tenta ser engraçadinha.