A Fênix de Fabergé de Sue Hecker e Cassandra Gia

247

RAquela leitura apaixonante, com personagens marcantes, uma narrativa envolvente e muitos momentos hot!

Sinopse

Desde que perdeu o pai em um incêndio no circo em que trabalhavam, Aleksei Ivanovich Markov ficou marcado para sempre, no corpo e na alma. Seu maior desejo é vingar-se do homem que devastou sua família. Quando o encontra, convicto de que nada nem ninguém o demoverá de seus planos, Aleksei conhece Kenya, uma bela jovem, também ligada ao seu passado trágico. Um romance intenso desenrola-se entre os dois, porém, amargurado pelo rancor, Aleksei tem sede de vingança. Muito mais do que ajudar Kenya a se libertar de um pai abusivo, ele terá que superar suas dores e, tal qual a fênix, renascer das próprias cinzas, a fim de evitar mais destruição. Como um ovo Fabergé, recheado de surpresas, talvez assim possam viver um amor que os levará — ou não — ao êxtase.

Link: Skoob | Comprar: Amazon

Resenha

Vou confessar duas coisas a vocês: detesto circo (desculpem aos amantes do picadeiro) e morro de medo de palhaços. Eu não sei dizer por qual motivo tenho medo deles (deve ser culpa dos filmes de terror que assisti) e sempre fico nervosa perto de um. Deixei de gostar de circo ainda criança, ao ver a situação precária em que alguns animais viviam e por isso, ao receber A fênix de Fabergé fiquei com muito receio de não gostar da leitura, visto que toda a trama se passa em um circo russo. O receio foi totalmente infundado.

Apesar de todos esses obstáculos, já adianto que adorei a leitura e me apaixonei completamente pelo palhaço Bim Bom. Foi interessante conhecer mais dessa vida e rotina em um circo. O bom é que não tem animais por lá, só os de estimação e a cerejinha do bolo é o macaco Chimba!

Kenya e Aleksei estão ligados por um passado trágico e o responsável por todos os sofrimentos do russo delícia é o famigerado pai de Kenya, Adrik (só de lembrar o nome desse ser eu sinto ânsia). Aleksei quer vingança e 10 anos depois descobre o paradeiro do homem que provocou não só as marcas que tem em seu corpo, mas também em sua alma. E é através de Kenya que ele encontra um meio de se vingar de uma vez por todas do carrasco. O que ele não contava é que uma paixão avassaladora o dominaria.

Kenya é uma contorcionista talentosa e vive praticamente em cárcere privado, tendo o pai como seu treinador e empresário. Ela conhece o mundo através dos livros e acredita que o comportamento de Adrik com ela, é a forma que ele tem de demonstrar seu amor de pai. Ela não consegue enxergar que é explorada e sofre diversos abusos desse monstro que já destruiu a vida de tantas pessoas. Ao receber uma proposta para trabalhar num dos maiores circos da cidade, ela vê sua grande oportunidade de finalmente conhecer um pouco mais do mundo.

Hoje tem circo? Tem, sim senhor!

Claro que nós já sabemos que o envolvimento entre Kenya e Aleksei aconteceria, o que me surpreendeu foi que as autoras não usaram o desejo de vingança para retardar a união do casal. Não teve enrolação! Eu também gostei muito da forma como elas trabalharam o amadurecimento do romance e a química entre eles é tão explosiva que respingos de labaredas de fogo nos atingem.

Toda a trama é bem desenvolvida, prendendo o leitor à narrativa e flui naturalmente. Confesso que em alguns momentos a narrativa se tornou um pouco cansativa pra mim, mas isso é devido ao fato de eu não gostar de circos. Nada que tenha tirado o brilho da história, tanto que dei cinco estrelas pra obra.

Os personagens são maravilhosos. Não só os protagonistas, mas os secundários também. Tá, eu tive muita raiva da Kenya em alguns momentos. Ela conseguiu me deixar muito irritada com as conclusões precipitadas dela e os ciúmes sem muito sentido…

Já Aleksei assume diversas facetas, de acordo com o personagem que ele representa no picadeiro. Seja como motoqueiro, trapezista, palhaço ou empresário, cada um assume uma personalidade marcante e todas muito apaixonantes, porém, dentre as muitas “versões” do Aleksei, me apaixonei completamente pelo Bim Bom. Irônia, né? Como alguém que tem medo de palhaços se apaixona por um? Ele é deliciosamente maravilhoso de todas as formas. Que russo pessoal… que russo!

O enredo é bem envolvente. Eu senti várias coisas no decorrer da leitura. Senti raiva, compaixão, amor, paixão, ódio e muita vontade de socar a cara de Adrik. Minha última leitura de 2018 fechou o ano com chave de ouro e consegui me apaixonar ainda mais pela escrita da Sue Hecker. Essa parceria dela com a Cassandra Gia deu muito certo e já quero ler o próximo livro da série para conhecer mais da história de Lara com o primo gato de Aleksei.

Se recomendo a leitura? Claro que sim! Se você procura por uma história cheia de momentos hot, com uma trama envolvente e personagens apaixonantes, você precisa muito ler A fênix de Fabergé.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

5 Romance

A Fênix de Fabergé de Sue Hecker e Cassandra Gia é aquela leitura apaixonante, com personagens marcantes, uma narrativa envolvente e muitos momentos hot!

About The Author

Escritora, Geek, amante dos livros, youtuber, apaixonada por animais e não larga uma xícara de café.