A Garota Perfeita de Mary Kubica (Resenha)

336

Mia Dennett uma jovem professora foi sequestrada por Colin Thatcher, e, quando regressou para casa, não possuía lembranças do tempo que passou em cativeiro, e agora, acredita que o nome dela é Chloe! Uma história cheia de reviravoltas.

Sinopse

 

Mia, uma professora de arte de 25 anos, é filha do proeminente juiz James Dennett de Chicago. Quando ela resolve passar a noite com o desconhecido Colin Thatcher, após levar mais um bolo do seu namorado, uma sucessão de fatos transformam completamente sua vida.
Colin, o homem que conhece num bar, a sequestra e a confina numa isolada cabana, em meio a uma gelada fazenda em Minnesota. Mas, curiosamente, não manda nenhum pedido de resgate à familia da garota. O obstinado detetive Gabe Hoffman é convocado para tocar as investigações sobre o paradeiro de Mia. Encontrá-la vira a sua obsessão e ele não mede esforços para isso.
Quando a encontra, porém, a professora está em choque e não consegue se lembrar de nada, nem como foi parar no seu gélido cativeiro, nem porque foi sequestrada ou mesmo quem foi o mandante. Conseguirá ela recobrar a memória e denunciar o verdadeiro vilão desta história?

Link: Skoob | Comprar: SaraivaSubmarinoAmazon

Resenha

Particularmente eu sou apaixonada por thrillers psicológicos e narrativas não lineares. Quando eu consigo achar um livro que una o melhor das duas coisas, é quase impossível não me apaixonar. Garota Perfeita consegue ser a junção desses dois fatores, e me prendeu do começo ao fim.

A principio a história parece ser só mais uma sobre sequestro: Mia Dennett, filha do Juiz Dennett está desaparecida. O Detetive Gabe fica responsável para averiguar o desaparecimento da jovem, que, como já sabemos logo de cara foi sequestrada pelo Colin Thatcher. Vamos acompanhando a história através da narrativa de Eve, mãe da Mia, Gabe e do Colin, em capítulos de antes e depois.

Nos vais e voltas de antes e depois, nas mudanças de foco entre Eve, Colin e Gabe, vamos costurando aos poucos os pedaços do quebra cabeça: Quem é Mia Dennett? A filha perfeita de um juiz? A ovelha negra da família? A garota que cortou relações com a família e tentou seguir o melhor caminho que pode sozinha? A medida que fui lendo, fui tentando entender tudo, e percebi algo que já sabia faz algum tempo: alguns dos maiores abusos que sofremos na vida, são feitos dentro de casa, infligidos pelos nossos próprios familiares.

Eu não posso contar para vocês os momentos onde mais fiquei incomodada, surpresa e até um pouco zonza, mas digo que este e um livro que deve ser lido até a última linha. Mary Kubica soube conduzir a narrativa de forma espetacular e abordar tantos temas (como por exemplo a síndrome de Estocolmo) que eu terminei o livro e fiquei um tempinho sem reação, respirei fundo e vim contar para vocês minhas sensações.

Os capítulos do livro são bem curtinhos, o que pelo menos pra mim facilitou e muito a leitura. Eu lia um capítulo e fazia algo que tinha que fazer, ai parava e lia outro capítulo rapidinho. E quando vi, o livro passou voando rapidinho! Um suspense psicológico que definitivamente vale a leitura.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

4.7 Suspense

Mia Dennett uma jovem professora foi sequestrada por Colin Thatcher, e, quando regressou para casa, não possuía lembranças do tempo que passou em cativeiro, e agora, acredita que o nome dela é Chloe! Uma história cheia de reviravoltas.

About The Author

Nerd, Geek, viciada em livros, youtuber, aspirante a jornalista, apaixonada por animais e nas horas vagas tenta ser engraçadinha.