Adeus 2018! Pode vir 2019…

690

Pensei em começar esse texto falando que 2018 foi um ano difícil, cheio de obstáculos, que não consegui atingir minhas metas, etc… Porém, ao rever minhas fotos nas redes sociais e contabilizar o saldo total, desisti completamente desse início.

2018 não foi um ano fácil, mas foi um ano incrível. Meio contraditório isso, né? Mas é verdade! Não atingi minhas metas. De minha lista, consegui concluir apenas uma e foi uma das mais importantes pra mim. Foi justamente por causa dela que não consegui ler os 60 livros que me propus, mas fechei o ano com 43 leituras e dentre elas, ótimas obras, que levarei pro resto da vida.

Foram 102 livros recebidos que somados aos que já tinha, fechei o ano com 755 livros na minha estante (que já tá lotada e pedindo mais uma!), uma nova mesa de trabalho e nichos maravilhosos para embelezar meu quarto! Sim, tenho parceiros maravilhosos e dentre eles está a Moveis Politorno que é a responsável pela minha dose de beleza diária. Nem tenho como citar aqui todos os autores e editoras que me enviam livros, porque são muitos, mas todos tem uma grande importância nessa minha vida de leitora viciada e colecionadora compulsiva de livros!

Em 2018 eu viajei para um lugar delicioso, estudei bastante, conheci pessoas maravilhosas e participei de um trabalho lindo, que espero fazer parte em 2019 novamente. 2018 também foi o ano em que publiquei meu primeiro romance (nasceu uma escritora que nem sabia que existia em mim!), o Minha Resiliência, venci um concurso para fazer parte de uma antologia de contos (O Canto dos Contos) e me descobri como escritora, agregando mais alegria à minha vida. E trabalho, porque não é nada fácil ser escritora independente neste Brasil varonil!

Eu só tenho a agradecer a Deus por todo o cuidado comigo, por sempre me amparar e me mostrar o quanto sou amada e cuidada por Ele. Agradecer aos amigos (anjos) que estiveram comigo nessa caminhada e principalmente a cada um que acompanha meu trabalho, que comenta, que me incentiva, que leu minhas obras. Vocês são os responsáveis por eu continuar e por querer trazer um conteúdo ainda melhor em 2019. Muito obrigada por tornar 2018 um ano tão incrível para mim!

Adeus ano velho. Feliz ano novo…

Em 2018 eu chorei, mas também sorri e sorri muito. Trilhei novos caminhos, vislumbrei e explorei horizontes desconhecidos, vivi. Não sei como será 2019, mas quero fazer de tudo, com a ajuda de vocês, pra que seja um ano ainda mais maravilhoso do que esse que se encerra hoje.

Hoje pela manhã, muitas mensagens pipocaram em meu whatsapp e uma delas me chamou tanto a atenção que decidi compartilhar com você:

” Dizem que antes de um rio entrar no mar, ele treme de medo. Olha para trás, para toda jornada que percorreu, para os cumes, as montanhas,  para o longo caminho sinuoso que trilhou através de florestas e povoados, e vê  à  sua frente um oceano tão vasto, que entrar nele nada mais é do que desaparecer para sempre. Mas não há outra maneira. O rio não pode voltar. Ninguém pode voltar. Voltar é  impossível na existência. O rio precisa se arriscar e entrar no oceano.  Somente ao entrar no oceano o medo irá desaparecer, porque apenas então o rio saberá que não se trata de desaparecer no oceano, mas de tornar- se oceano. ” (Osho,  citando Khalil Gilbran)

Não podemos (nem queremos) viver novamente 2018 mas temos todo um oceano de possibilidades bem à nossa frente, esperando para entrarmos de cabeça e nos tornarmos um com ele. Que de 2018 fiquem apenas as boas lembranças, os momentos agradáveis e as alegrias. Aquela história clichê de que recebemos um novo livro, cheio de páginas brancas para ser escrito da melhor maneira possível é verdade, então desejo para 2019 muitas páginas repletas de conquistas, felicidades e muito amor.

Concluo essa página com o meu muito obrigada! Gratidão foi a palavra chave para 2018.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

About The Author

Escritora, Geek, amante dos livros, youtuber, apaixonada por animais e não larga uma xícara de café.