American Horror Story: Murder House (1ª Temporada) – Resenha

3151

Sexo, drama, intrigas, ódio e muitas pessoas emocionalmente instáveis morando em um casarão… esse é o pano de fundo da primeira temporada de American Horror Story: Murder House.  Misture nesse enredo um pouco de: Os outros, O Bebê de RosemaryRose Red – A Casa Adormecida, Carrie, A Estranha e O Iluminado. Ah, some também casos reais – que serviram de inspiração para a construção da série –  como: o assassinato em massa de jovens enfermeiras no Hospital Comunitário do Sul de Chicago, o Massacre de Columbine e Dália Negra. Pronto, temos drama e terror suficientes para produzir uma ótima série!

Eu sempre fui fã de filmes de terror, mas de uns tempos pra cá, parei de assistir. Ouvi muito falar dessa série e vários amigos meus estavam assistindo e comentando o quanto era boa. Fiquei meio relutante ao saber que era uma série de terror, mas resolvi dar uma chance para American Horror Story…

Conselho: Se você não quiser ficar completamente viciado em algo, não comece a assistir AHS! Sim, foi assim que eu fiquei. Já gostei do primeiro episódio e não consegui ficar sem assistir mais.

AHS_Spooky_Little_Girl

A série foi criada por  Ryan Murphy e Brad Falchuk e é classificada nos gêneros: Suspense, Drama e Terror. AHS tem uma característica diferenciada de outras séries que assisto: cada temporada tem um começo, meio e fim.  American Horror Story: Murder House é centrada na história da família Harmon : O Dr. Ben (Dylan McDermott), sua esposa Vivien (Connie Britton) e sua filha Violet (Taissa Farmiga), que se mudam de Boston para Los Angeles depois que Vivien sofre um aborto e Ben tem um caso extraconjugal; no novo lar, eles descobrem que a propriedade guarda segredos e histórias horripilantes.

Na nova casa, a família tenta recomeçar e manter o casamento sólido, mas já no primeiro episódio percebemos que as coisas não serão tão fáceis e lindas assim… A começar por Moira , a empregada da casa. Vivien e Violet a enxergam como uma senhora meiga (nessa versão a atriz é Frances Conroy) e Ben a vê como uma jovem atraente, em trajes sexy e provocante (nessa versão, quem dá vida à personagem é a atris Alexandra Breckenridge). A vizinha, Constance ( Jessica Lange) e sua filha Addie (Jamie Brewer) conseguem entrar o tempo inteiro na casa e não sabemos como elas conseguem isso… Sem falar no cara vestido em uma roupa sadomaso de latéx preta, que aparece em várias cenas quando alguém está de costas (Medo!)…

A cada episódio minha curiosidade ia aumentando e eu precisava saber a explicação para algumas coisas… Ou seja, não dá pra parar de assistir! Ryan e Brad fizeram um ótimo trabalho e vão explicando tudo, episódio após episódio, mesclando os dias atuais com os fatos ocorridos no passado da casa, em alguns flashbacks.

Os primeiros proprietários da casa foram Nora (Lily Rabe) e Charles (Matt Ross). Construíram a casa nos anos 20 e de lá até os dias atuais, muitas tragédias aconteceram ali. Até agora estou me perguntando como essa casa resistiu a tanta coisa! Não contarei como tudo começou para não estragar a surpresa. Assista e descubra você mesmo!

Achei super interessante as citações dos antigos filmes de terror e suspense que ficam bem explícitas nas cenas  e isso deu um certo charme à série. Muitas vezes me peguei pensando: Ah, já vi isso acontecer em algum filme… Geralmente em filmes que gostei bastante, então isso foi cativante. Me arrepiei ouvindo aquela música (o assobio) que o assassino de Olhos Famintos (e Kill Bill também) cantava, quando ia cometer seus crimes no último episódio dessa temporada. Um ponto importante a se destacar: sempre que você ver uma cena de sexo, se prepare porque algo ruim vai acontecer!

Me surpreendi com a season finale! Eu já estava super triste imaginando mil coisas ruins para a família Harmon, mas os autores apostaram num  “final feliz”. Isso mesmo, um final feliz para o núcleo familiar! Não vou contar como foi o final, pois isso já seria um grandioso spoiler, mas posso adiantar que eles conseguiram atrapalhar as sucessões de tragédias daquela casa.

Super recomendo a série. A primeira temporada tem apenas 12 episódios, já baixei a segunda temporada e espero que seja tão boa quanto a primeira. Se você já assistiu, ou vai começar a assistir, deixe aqui nos comentários a sua opinião.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

4.5

Sexo, drama, intrigas, ódio e muitas pessoas emocionalmente instáveis morando em um casarão… esse é o pano de fundo da primeira temporada de American Horror Story: Murder House. Se você for medroso, não assista a noite!

About The Author

Nerd, Geek, viciada em livros, youtuber, aspirante a jornalista, apaixonada por animais e nas horas vagas tenta ser engraçadinha.