Chegou o verão! Cuidados especiais para seu pet

838

Estamos no verão. A estação mais quente do ano está a todo vapor e da mesma forma que o calor nos castiga, ele também traz consequências para seu bichinho de estimação, portanto, é necessário tomar alguns cuidados para o bem-estar dele. Pequenas alterações na sua rotina são necessárias e elas garantirão a saúde de seu cão ou gato.

É comum que problemas como hipertermia, infestações de ectoparasitas, picadas de mosquitos e pernilongos, viroses e doenças de pele acometam o seu animal nesse período. Atenção redobrada é indispensável nessa época. Diferentemente de nós, os cães não transpiram pela pele. Eles perdem calor pela respiração e  transpiram pelos coxins plantares (almofadinhas das patas) e narinas. Uma área extremamente pequena em relação à extensão do corpo, portanto, insuficiente para manter a temperatura corpórea próxima da temperatura normal.

Quando submetidos ao calor intenso ou situações estressantes, os cães podem não ter condições de perder calor e entram num processo chamado hipertermia.

“O primeiro sinal que o animal precisa de resfriamento é quando se mostra muito ofegante. No quadro de hipertermia a temperatura corporal pode atingir até 42º C, provocando vômitos, coagulação intravascular disseminada, edemas pulmonares, paradas cardíaca e até mesmo chegar ao estado de coma,” explica Marcelo Quinzani, médico veterinário.

Os cães com focinho curto, ou braquicéfalos (Bulldogs, Pugs, Boxers, Shitsus, Lhasas Apso, Boston, etc), sofrem mais com temperaturas elevadas devido à sua estrutura anatômica que dificulta a respiração e a perda de calor. Nessa época do ano é de suma importância evitar ambientes estressantes (como banho e tosa) e de intenso calor (passeios em horários muito quentes, deixar o animal dentro de um carro parado, ou longas viagens).

Nesse período os cães também sofrem com proliferação de pulgas e infestações de carrapatos, além de picadas de insetos que podem transmitir doenças para seu amiguinho. Abaixo, confira as principais dicas para manter seu animal saudável durante o verão.

1 – Caminhadas

calor050227

As caminhadas são de extrema importância para seu cão, já que ele necessita de exercícios. Porém, é preciso ficar atento aos horários. O horário ideal para passear com seu cão é no período da manhã até as 9h, ou a noite, depois das 18h.

As caminhadas em horários com sol muito forte podem provocar desidratação em seu animal, queimaduras nas “almofadinhas” das patas ou até mesmo uma parada cardíaca. No caso de seu animal ficar desidratado ou sofrer queimaduras, procure um veterinário imediatamente para o tratamento. Um recurso para evitar as queimaduras é o uso de sapatos especiais para cães.

Durante os passeios em parques, é importante fazer pausas em locais com sombra e  dar água ao seu animal para hidratá-lo. O uso de um protetor solar para os pelos também é muito importante, principalmente em cães (e gatos) com pelagem clara ou com pouco pelo.

Nada de sair pedalando de bicicleta e puxar seu cão pela coleira. Caminhe ou corra ao lado dele e se ver que ele ficou muito ofegante, está na hora de fazer uma pausa, dar água e descansar um pouco.

Teste sempre a temperatura do solo com a mão ou os pés. Se você não suportar ficar com as mãos ou pés no chão por alguns segundos, seu cão também não vai suportar e ele sofrerá queimaduras.

2 – Banho e Tosa

interna1

Manter o seu animal limpo, tosado e com os produtos para controle dos ectoparasitas em dia é muito importante. No verão é comum as infestações de carrapatos e pulgas, então manter o pelo do seu animal curto ajuda nesse controle.

Animais com pelos longos tendem a sentir muito mais calor, então, é importante manter o pelo dele baixo nessa época do ano. Não se deve dar banhos quentes nesse período e secar os pelos do animal de maneira adequada é muito importante para evitar doenças na pele. Evite o uso de secadores. Use uma toalha, dando uma atenção às orelhas para evitar otites.

Fique atento às picadas de insetos que além de ser bem incomodo ao seu animal, podem transmitir doenças como leishmaniose e dirofilariose. Geralmente essas picadas ocorrem em locais que não tem pelos, como focinho, orelhas, ao redor dos olhos e abdômen.

No caso dos gatos só é recomendado a tosa se o animal já for acostumado. Qualquer movimento repentino para ele pode ser estressante e traumatizante.

3 – Água, muita água!

Foto-de-gato-bebendo-agua

Hidratação é a palavra chave! Ao levar seu animal para passear leve sempre com você uma garrafa de água. É importante fazer as pausas e dar água para seu cãozinho.

Em casa fique atento ao bebedouro. Seu cão pode querer brincar com a água do bebedouro para se refrescar e acabar virando a tigela. Se você tiver piscina em casa e seu animal tiver acesso a ela, fique atento para ele não beber a água da piscina, pois os produtos utilizados na água são prejudiciais ao animal e podem causar vômito e diarreia. As “ondinhas” que aparecem na água podem chamar a atenção de seu cão e por isso ele fica instigado a beber a água da piscina. Procure chamar a atenção dele com água corrente em torneiras ou mangueiras.

Para seus gatos, mantenha bebedouros em diferentes lugares da casa por onde eles costumam circular. Você também poderá manter pequenas fontes de água corrente para ajudar no estimulo de ingestão de líquidos.

Ter atenção com a água não é exagero. Seu pet precisa receber, no mínimo, 60 ml de água por quilo de peso corporal diariamente, ou seja, um cão com 5 kg precisa beber no mínimo 300 ml de água por dia limpa e fresca.

4 – Alimentação

É comum em dias muito quentes seu animal perder o apetite e comer menos. Diminua a quantidade de ração e escolha horários mais frescos para oferecer a comida.

Se por algum acaso seu animal demonstrar que está com fome, porém rejeitar a ração, desconfie: “a ração industrializada pode sofrer alterações no calor e rancificar. Se o animal ingere esse alimento, ele pode ter diarreias e vômitos”, diz Keila Regina – médica veterinária.

Depois de dar comida ao seu animal, descarte o restinho que sobrou de ração e lave bem a vasilha com água e sabão. Limpe bem a área ao redor para eliminar os resíduos do local e evitar o aparecimento de formigas. No caso dos gatos que sempre estão com sua comidinha à disposição, procure locais arejados para deixar a tigela.

Manter a ração bem armazenada é muito importante para evitar a oxidação.

5 – Passeios de Carro

cachorro-calor

NUNCA, em hipótese nenhuma saia do carro e deixe seu animal lá dentro, mesmo que seja com o vidro aberto. A temperatura dentro do carro se eleva muito rápido e a sensação térmica para o cão é como se ali fosse uma sauna e isso vai levar à hipotermia. O aumento da temperatura corporal nos cães provoca queda de pressão, causando desmaio e até mesmo uma parada cardíaca. Mesmo que seja apenas uma paradinha rápida para ir ao caixa eletrônico, não deixe seu animal preso dentro do carro.

Cães e gatos não conseguem respirar sem ventilação e por conta disso podem sofrer o aumento agudo de sua temperatura corporal.

Se for levar seu cão à praia, fique atento aos locais de acesso permitido à cães e lembre-se de que a sujeira do seu pet é de sua responsabilidade. Leve uma sacola plástica e pedaços de jornal para apanhar as fezes do animal. Leve também garrafa com água fresca para hidratá-lo.

Lembrando que filhotes e animais idosos requerem uma maior atenção nesse período. O que vale é o bom senso.

Aproveite suas férias ao lado de seus amigos e evite problemas para seu animalzinho!

Total 3 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

About The Author

Nerd, Geek, viciada em livros, youtuber, aspirante a jornalista, apaixonada por animais e nas horas vagas tenta ser engraçadinha.

  • Thaisa amei esse post, eu tenho uma aumiga minha maltesinha Luma, eu fiz um corte nos pelos dela para amenizar o calor, ela toma banho toda a semana, e comprei aqueles tapetes geladinhos que vende nas pets para amenizar o calor, eu moro no rio então todo cuidado é pouco. Bjkas lindo post

    • Thaisa Lima

      Essa é uma época perigosa mesmo. Precisa tomar muito cuidado com os bichinhos. Beijokas