Clube da Luta de Chuck Palahniuk

134

A primeira regra do clube da luta é que você não fala sobre o clube da luta. Já quebrei a primeira regra.

Sinopse

Considerado um clássico moderno desde sua publicação em 1996, o livro Clube da Luta consagrou Chuck Palahniuk como um dos mais importantes e criativos autores contemporâneos, além do próprio livro como um cânone da cultura pop. O livro que estava esgotado há anos volta às livrarias nessa caprichada edição.

O clube da luta é idealizado por Tyler Durden, que acha que encontrou uma maneira de viver fora dos limites da sociedade e das regras sem sentido. Mas o que está por vir de sua mente pode piorar muito daqui para frente.

O livro foi filmado em 1999, por David Fincher (Os Homens Que Não Amavam as Mulheres, A Rede Social), que possui duas nomeações ao Oscar, que conseguiu adaptar toda atmosfera do livro, o mundo caótico do personagem e o humor negro de Palahniuk em uma trama recebida com inúmeros elogios pela crítica e pelo público que conta com os atores Brad Pitt, Edward Norton e Helena Bonham Carter.

Resenha

É difícil falar sobre um livro que tem como regra não falar sobre ele (leitores entenderão). E mais difícil ainda quando tudo que for falado sobre a história pode ser um grande spoiler. Clube da Luta é um clássico da cultura pop e tentarei passar as minhas impressões sobre a obra, sem contar muito sobre ele.

Acho que sou uma das poucas pessoas que nunca assistiu ao filme. É claro que a minha curiosidade a respeito do longa cresceu e quero assistir. Eu acreditava que a história fosse completamente diferente do que encontrei nas páginas escritas por Chuck Palahniuk e confesso que o que me levou a ler o livro, foi a curiosidade em saber o motivo de tanto sucesso.

Ainda estou digerindo a leitura, e olha que deixei um dia inteirinho passar para escrever a resenha. Claramente não foi a trama em si a responsável por tamanho sucesso do livro. Calma, a história é muito boa, mas não é lá muito mirabolante, afinal, tudo gira em torno de um clube clandestino de boxe. Porém, preciso admitir, o autor construiu essa história de uma maneira magistral.

Uma experiência de leitura

Nosso protagonista – sem nome – foi construído de uma forma a deixar o leitor totalmente confuso. Ele possui uma mente confusa e nós embarcamos nesse emaranhado junto com ele. Os cortes bruscos de cena, contribuem para essa confusão e ficamos completamente tontos, sem saber o que diabos está acontecendo. Um verdadeiro nocaute! Some à isso capítulos curtos e a receita do sucesso se completa: é impossível largar o livro! O autor prende o leitor pela curiosidade em saber mais sobre Tyler e Marla, deixando a trama se movimentando em segundo plano. 

Por diversas vezes eu me senti presa em um sonho maluco no decorrer da narrativa. Ou dentro de um ringue. O autor desfere socos curtos, ganchos, chutes, e no final, o soco no queixo, levando o leitor à lona, completamente nocauteado.  O final, apesar de não ser tão mirabolante (eu já esperava por algo do tipo), é de tirar o fôlego.

Não espere um livro no qual você irá se apegar emocionalmente, pelo contrário, tem muitos momentos tensos, perturbadores e de revirar o estômago, mas espere por uma incrível experiência de leitura. Clube da luta é um misto de esquisitice com algo incrível!

Total 1 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

4 Romance

A primeira regra do clube da luta é que você não fala sobre o clube da luta. Já quebrei a primeira regra.

About The Author

Escritora, Geek, amante dos livros, youtuber, apaixonada por animais e não larga uma xícara de café.