Divino de Karen Kingsbury

155

O livro é realmente divino. Com uma linguagem fácil, narrativa emocionante e uma história mais do que tocante, Divino me levou às lágrimas e a refletir muito sobre  minhas escolhas. Também me ajudou a lembrar de momentos nos quais Jesus se apresentou através de pessoas em minha vida. Apesar de chorar muito, terminei a leitura com um sorriso no rosto e com a sensação de estar nos braços do meu Senhor, sendo abraçada por Ele.

Sinopse

 

Quando criança, Mary Madison passou por horrores inimagináveis para muitos de nós. Ela tem um passado que envergonha uma sociedade considerada educada. Uma jovem mulher que todos gostariam de esquecer. Suas experiências poderiam tê-la transformado numa mulher medrosa, infiel, viciada e promíscua. No entanto, em um momento crucial de sua vida um poder especial a libertou e deu-lhe uma vida de amor e esperança. um poder que só podia ser divino.

Link: Skoob | Comprar: AmazonMercado Livre – Saraiva

Resenha

“Uma história dramática de tragédia e redenção de uma mulher.”

Um subtítulo de um livro nunca resumiu com tanta perfeição a história como esse o fez. Ao ler as primeiras páginas de Divino pude sentir que estava diante de algo que me incomodaria e doeria muito, mas que lá no final, tudo se encaixaria com maestria. Eu estava certíssima!

No início do livro a autora menciona que Mary Madson – a protagonista – é inspirada em Maria Madalena. Na verdade, Divino, é uma parábola moderna de Maria Madalena. E só essa informação já foi suficiente para me deixar alerta, mas nada me preparou para o conteúdo da obra.

Mary Madson sofre todo tipo de abuso que o leitor possa imaginar desde a sua infância. Uma vida que não desejamos ter nem nos nossos piores pesadelos. Tudo pelo que ela passou poderia tê-la transformado numa mulher fraca, medrosa, promíscua ou até mesmo em uma suicida, mas, um determinado encontro em um momento da vida de Mary, muda toda a sua história e através dela, a história de outras mulheres podem ser mudadas também.

Um amor divino e incondicional!

Em paralelo com a história de Mary acompanhamos os horrores da vida de Emma. Outra mulher que sofreu muito e é atormentada por vozes que a acusam o tempo inteiro de seu passado sombrio.

Por mais que eu saiba que existem muitas Marys e Emmas espalhadas pelo mundo, nada, absolutamente nada me preparou para tudo o que li neste livro. E olha que Karen foi bem comedida com a descrição de algumas cenas… A narrativa da autora é tão envolvente que faz o leitor (ao menos eu) se sentir dentro da história.

Embrulhar o estômago? Essa sensação me acompanhou desde o primeiro capítulo… Dor, medo, angústia e desespero. Consegui sentir cada coisa junto com a personagem e chorei. Chorei com suas dores, com suas perdas, com suas expectativas frustradas, mas principalmente com o seu momento de redenção.

O livro é realmente divino! Com uma linguagem fácil, narrativa emocionante e uma história mais do que tocante, Divino me levou às lágrimas e a refletir muito sobre  minhas escolhas. Também me ajudou a lembrar de momentos nos quais Jesus se apresentou através de pessoas em minha vida. Apesar de chorar muito, terminei a leitura com um sorriso no rosto e com a sensação de estar nos braços do meu Senhor, sendo abraçada por Ele.

Uma leitura que recomendo muito para todas as mulheres que se sentem sem esperança, que acham que sua vida não tem mais sentido e principalmente para você que não tem ideia que sua vida pode mudar completamente, independente do passado tenebroso que você tenha.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

5 Drama

O livro é realmente divino! Com uma linguagem fácil, narrativa emocionante e uma história mais do que tocante, Divino me levou às lágrimas e a refletir muito sobre  minhas escolhas. Também me ajudou a lembrar de momentos nos quais Jesus se apresentou através de pessoas em minha vida. Apesar de chorar muito, terminei a leitura com um sorriso no rosto e com a sensação de estar nos braços do meu Senhor, sendo abraçada por Ele.

About The Author

Nerd, Geek, viciada em livros, youtuber, aspirante a jornalista, apaixonada por animais e nas horas vagas tenta ser engraçadinha.