Irmãos de Sangue da Nora Roberts (Resenha)

234

Uma narrativa envolvente e cheia de mistério com o romance na dose certa. Se você está em busca de uma fantasia sobrenatural assustadora, esse livro é para você!

Sinopse

 

A misteriosa Pedra Pagã sempre foi um local proibido na floresta Hawkins. Por isso mesmo, é o lugar ideal para três garotos de 10 anos acamparem escondidos e firmarem um pacto de irmandade. O que Caleb, Fox e Gage não imaginavam é que ganhariam poderes sobrenaturais e libertariam uma força demoníaca.

Desde então, a cada sete anos, a partir do sétimo dia do sétimo mês, acontecimentos estranhos ocorrem em Hawkins Hollow. No período de uma semana, famílias são destruídas e amigos se voltam uns contra os outros em meio a um inferno na Terra.

Vinte e um anos depois do pacto, a repórter Quinn Black chega à cidade para pesquisar sobre o estranho fenômeno e, com sua aguçada sensibilidade, logo sente o mal que vive ali. À medida que o tempo passa, Caleb e ela veem seus destinos se unirem por um desejo incontrolável enquanto percebem a agitação das trevas crescer com o potencial de destruir a cidade.

Em Irmãos de Sangue, Nora Roberts mostra uma nova faceta como escritora, dando início a uma trilogia arrebatadora em que o amor é a força necessária para vencer os sombrios obstáculos de um lugar dominado pelo mal.

Link: Skoob | Comprar: SaraivaSubmarinoAmazon

Resenha

E temos mais uma trilogia de fantasia da Nora Roberts para nos alegrar! Irmãos de Sangue é o primeiro livro da trilogia A Sina dos Sete e desenvolvi uma relação conturbada com esse primeiro livro. Calma, eu gostei bastante do livro, mas vou explicar tudo o que me incomodou no decorrer da leitura.

Caleb, Fox e Gage são amigos desde que estavam nas barrigas de suas mães. Eles nasceram no mesmo dia e no mesmo horário, e desde então se tornaram inseparáveis. No dia em que completariam 10 anos, os três resolveram acampar no único local proibido da cidade, a Pedra Pagã. Muitas são as lendas sobre essa pedra. Dizem que foi lá que a cidade de Hollow nasceu e também dizem que a Pedra foi palco de uma tragédia com direito a fogo e um banho de sangue. Tem lugar melhor para 3 meninos passarem seu aniversário? Não, né?!

Clichês? Claro que sim!

Sem contar aos pais, os três seguiram para a Pedra Pagã e quando deu meia noite, eles resolveram fazer algo diferente, um pacto. Um pacto de sangue para tornarem-se irmãos e nunca mais se separarem. O que eles não esperavam é que esse pacto iria libertar uma força do mal que estava presa ali a séculos. Isso teve graves consequências para suas vidas e também para a cidade.

Depois do dia fatídico a cada sete anos, durante sete dias e no sétimo mês do ano (ou seja, no mês de aniversário deles), uma força maligna parece tomar conta da cidade e as pessoas praticamente enlouquecem. Coisas horríveis começam a acontecer com os moradores e assassinatos, estupros, suicídios e todas as coisas ruins são “normais” durante esse período. O mais bizarro de tudo é que depois dos sete dias, as pessoas afetadas parecem não se lembrar bem do que aconteceu.

A cada sete anos o mal parece ficar cada vez mais forte e 21 anos depois do pacto, os fenômenos e aparições começaram a aparecer bem antes do tempo normal. Isso trouxe para a cidade 3 mulheres misteriosas e que assim que chegaram descobriram que estavam ligadas de alguma forma com os acontecimentos. Uma delas é Quinn, uma jornalista e escritora especializada em fenômenos sobrenaturais que se interessou pelas coisas que acontecem em Hollow e resolveu escrever um livro sobre a história da cidade.

O bem sempre vence o mal?

Bem, se você leu a trilogia Primos O’Dwyer vai encontrar muitas semelhanças nessa história. São 6 pessoas,  3 casais que estão ligados com os acontecimentos e que são a chave para derrotar de uma vez por todas o mal; Uma luta entre o bem e o mal que se estende por séculos e de alguma forma o mal foi libertado; Acontecimentos estranhos… etc. Isso me incomodou bastante, pois em diversos momentos parecia que eu estava lendo uma cópia da trilogia anterior.

Mas… sempre existe um mas… apesar dessas semelhanças me vi presa à história desde a primeira página. As semelhanças se resumem apenas à base da história, pois Nora soube trabalhar muito bem essa nova trama e a deixou com um clima de mistério enorme, um suspense gostoso, completamente assustadora (não senti medo com os Primos O’Dwyer) e com o romance na dose certa. Gente, eu senti medo durante muitos momentos de minha leitura. Tem cenas assustadoras de verdade…

Os personagens são maravilhosos. Cada um com sua personalidade que se completa e que cativa o leitor. Fiquei apaixonada por Cal e Quinn. A autora construiu muito bem cada um deles e me deixou beirando ao desespero com vontade de ler o próximo livro.

Apesar de cada livro focar em um casal, eles precisam ser lidos em sequência porque a trama é uma só e continua no próximo volume. No próximo  teremos mais de Fox e sua visão dos acontecimentos.

A narrativa é envolvente e é quase impossível largar o livro. Além disso, a leitura é muito fluida e leva o leitor a querer ler sempre a próxima página. Com toda certeza recomendo o livro para você que gosta de fantasia sobrenatural, suspense, romance e muitos momentos tensos!

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

4 Fantasia

Uma narrativa envolvente e cheia de mistério com o romance na dose certa. Se você está em busca de uma fantasia sobrenatural assustadora, esse livro é para você!

About The Author

Nerd, Geek, viciada em livros, youtuber, aspirante a jornalista, apaixonada por animais e nas horas vagas tenta ser engraçadinha.