Liga da Justiça – Vale a pena assistir?

152

Um dos filmes mais aguardados do ano pelos fãs de quadrinhos, sem sombra de dúvidas, foi Liga da Justiça. Será que o filme atende às nossas expectativas?

Sinopse

Alimentado por sua fé restaurada na humanidade e inspirado pelo ato de altruísmo de Superman, Bruce Wayne busca a ajuda de sua nova aliada, Diana Prince, para encarar um inimigo ainda maior. Juntos, Batman e Mulher-Maravilha trabalham rapidamente para encontrar e recrutar um time de metahumanos para encarar essa ameaça recém-desperta.
Mas apesar da formação dessa liga sem precedentes de heróis – Batman, Mulher-Maravilha, Aquaman, Ciborgue e Flash – talvez seja tarde demais para salvar o planeta de um ataque de proporções catastróficas

Liga da Justiça é um filme de super-herói americano de 2017, baseado na equipe homônima da DC Comics e distribuído pela Warner Bros. Pictures. É o quinto filme do Universo Estendido DC.

O filme é dirigido por Zack Snyder e escrito por Chris Terrio e Joss Whedon, a partir de uma história de Snyder e Terrio. É estrelado por Ben Affleck, Henry Cavill, Amy Adams, Gal Gadot, Ezra Miller, Jason Momoa, Ray Fisher, Jeremy Irons, Diane Lane, Connie Nielsen, J. K. Simmons e Ciarán Hinds.

Em Liga da Justiça, Batman e Mulher Maravilha montam uma equipe de super-heróis composta por Flash, Aquaman e Ciborgue para enfrentar a ameaça catastrófica de Lobo da Estepe e seu exército de Parademônios.

Liga da Justiça | Crítica

Sou a pessoa mais suspeita desse mundo para falar sobre o filme Liga da Justiça. Desde que Jason Momoa apareceu como Aquaman no filme Batman vs Superman (não desconsiderando os outros heróis), eu vi que havia grande possibilidade de gostar do filme. Sou muito fã do ator e me forcei muito para não prestar atenção apenas nele… Prometo que essa crítica será imparcial (ou quase).

Antes de mais nada (e dizendo isso pela enésima vez), estou falando como fã e espectadora, não como alguém que entende alguma coisa de cinema, ok? Quero apenas partilhar com vocês minha experiência com o filme e opinião. Entendido? Vamos continuar…

2017 foi “O ano” para os fãs de quadrinhos. Wolverine, Homem-Aranha, Mulher-Maravilha e Thor, estrelaram esse ano nos cinemas e para fechar o ano com chave de ouro, tivemos a reunião dos maiores nomes da DC Comic com a formação da Liga da Justiça exibido nas telonas.

Mensagem de esperança: Superman

O filme tem recebido várias críticas, nem todas boas, mas de um modo geral tem agradado ao público. As críticas negativas, talvez se devam ao fato da mudança drástica no tom dramático e mais sombrio (presentes nos filmes Homem de aço e Batman vs Superman) para um mais cômico (ou uma tentativa de ser) e aventuresco.

Bem sabemos que nos bastidores, muita coisa aconteceu e o clima ficou meio tenso por lá. Por causa da recepção morna de Batman vs Superman, o estúdio decidiu reescrever várias vezes o roteiro do filme para deixá-lo com um tom “mais leve” e o diretor Zack Snyder precisou se afastar durante a fase de regravações e pós-produção – devido a problemas pessoas – e deixou nas mãos do cineasta Joss Whedon o trabalho de finalizar o filme.

Existia um receio de que essas duas direções (tão diferentes) entrassem em conflito prejudicando o filme nas telonas, mas no meu ponto de vista deu certo. Tudo bem que existem algumas coisas que não me agradaram muito, mas…

Um filme mais leve e divertido

Apresentar novos heróis que não haviam sido apresentados e ainda por cima desenvolver a trama com o vilão, não foi nada fácil. Pouco tempo para muita coisa e senti que algumas coisas ficaram muito a desejar.

Para começo de conversa, o Lobo da Estepe, que deveria ser o temível vilão que veio para destruir o mundo, foi deixado meio de lado. Todo seu poder e fúria devastadora não teve o foco merecido e confesso pra vocês que senti mais medo dos parademônios do que do próprio Lobo. Acho que ele gastou todas as suas energias na primeira guerra dele…

Por outro lado, a mensagem de esperança retratada no filme, com a volta do Superman, foi um dos pontos principais do longa. Tudo bem que poderia ter tido um pouco mais de drama e emoção (sim, achei tudo muito superficial), mas foi lindo de ver.

O foco principal do filme acabou sendo a união dos heróis. Achei interessante essa mudança de foco e gostei, mas o que me deixou um pouco decepcionada foi a forma como os personagens foram apresentados. A história do Aquaman, por exemplo, foi contada num cena minúscula, com um diálogo curtinho que me deixou pensando “é só isso?” O mesmo acontece com o Flash (Ezra Miller).

Personalidades tão diferentes que se complementam

E por falar em Flash, ele quem salva a parte cômica do filme. Ele foi o responsável por todas as risadas que dei no cinema. Ezra Miller ficou perfeito como Flash, agora… Batman contando piadinhas não combina, ok? Ele é o Cavaleiro das Trevas e um poço de depressão, por favor, que ele permaneça assim!

É divertido ver como tantas personalidades diferentes atuam juntas e se complementam durante as lutas. Mas, não vá assistir o filme esperando grandes surpresas, muita adrenalina ou lutas de tirar o fôlego. Vá com o foco de saber como foi que a Liga da Justiça começou que o filme vai ser um filmaço pra você. Ah, não saia da sala antes de assistir as duas cenas pós-crédito!

De um modo geral o filme agrada bastante, é divertido e vale sim a pena assistir. Principalmente ao lado de amigos e pessoas queridas.

Total 2 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

3.8

Um dos filmes mais aguardados do ano pelos fãs de quadrinhos, sem sombra de dúvidas, foi Liga da Justiça. Será que o filme atende às nossas expectativas?

About The Author

Nerd, Geek, viciada em livros, youtuber, aspirante a jornalista, apaixonada por animais e nas horas vagas tenta ser engraçadinha.