Log#1525 de B. Demetrius (Resenha)

169

Uma leitura instigante. É quase impossível conseguir parar de ler antes de chegar na última página. Sentimos junto com o personagem a angústia, o medo, o frio, o calor, a adrenalina e tentamos, junto com o Major, sobreviver num planeta inóspito e cheio de mistérios. Um sci-fi angustiante e eletrizante!

Sinopse

Log #1620 C

Se você está lendo isso é porque provavelmente este maldito cubo de gelo gigante me venceu.

Ou pior! Virei motivo para as masturbações mentais dos burocratas da companhia. Merda!
O treinamento especial na Amazônia, os anos na “geladeira” nos confins do sistema solar, minha ex-mulher – nada me preparou para isso. Nada!

Acordei sob os destroços de um pod de sobrevivência, em um planeta gelado e escuro. Estou com uma puta ressaca de hipersono, um gosto horrível de metal na boca e essa desgraça de implante cibernético na minha cabeça não para de falar! É a mesma coisa que ter uma velha com Alzheimer com acesso garantido aos meus pensamentos.

Trabalho fácil, pagamento gordo e um contrato com letras bem miúdas. Claro que eu iria me ferrar, claro! Droga, tudo que eu queria agora era um café…

Link: Skoob | Comprar: Editora Chiado

Resenha

Sabe aqueles livros que você começa a ler e não consegue mais parar? É justamente o caso de Log#1525! Se você é fã de ficção científica, com toda certeza vai adorar essa leitura.

B. Demetrius me surpreendeu. Desde o momento em que recebi (do autor) as primeiras páginas de seu livro, fui fisgada pela narrativa instigante e eletrizante. O autor nos apresenta um sci-fi para fã nenhum do gênero colocar defeito!

A obra conta a história de Major, um astronauta que está numa missão de exploração espacial, a bordo de um cargueiro gigantesco, junto com sua tripulação. Algo acontece e nosso herói acorda em um planeta desconhecido, escuro, congelado e completamente sozinho. Onde foram parar os outros tripulantes?

Diante de um planeta completamente hostil e desconhecido, Major conta apenas com a ajuda de BORIS, uma inteligência artificial que foi implantada em seu cérebro (para auxiliá-lo na missão) e algumas tecnologias disponíveis para sua sobrevivência e, quem sabe, sua possível volta para casa.

Seguem-se desventuras em série na vida do Major. Conforme ele vai explorando o inóspito planeta em busca de uma saída do mesmo, nós, reles leitores, sentimos junto com ele uma infinidade de sentimentos. Passamos pelo medo, desespero, apreensão,   frio extremo, calor escaldante e esperança. Nos sentimos como presas, cobaias, caçadores. Toda essa apreensão chega a ser claustrofóbica de tão sufocante que é. A narrativa em primeira pessoa nos permite andar junto com o protagonista e sentir as mesmas coisas que ele. É impossível não torcer para as coisas darem certo e o Major voltar pra casa. Nos tornamos parte da tripulação junto com ele e tudo vira um caso de vida ou morte.

A narrativa tem um mistério delicioso que nos impulsiona a sempre virar a página. O clima tenso e cheio de adrenalina deixa  aquela sensação de movimento e a leitura se torna tão fluida e rápida que quando percebemos o livro já acabou e você quer mais.

Major é um personagem apaixonante. É o típico anti-herói, sarcástico, cheio de defeitos mas que todo mundo ama. Ele me lembrou muito o Jim Raynor de Starcraft. Se você gosta do gênero, recomendo muito Log#1525. Um excelente sci-fi nacional!

Confira aqui o kit maravilhoso que o autor enviou junto com o livro!

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

5 Sci-Fi

Uma leitura instigante. É quase impossível conseguir parar de ler antes de chegar na última página. Sentimos junto com o personagem a angústia, o medo, o frio, o calor, a adrenalina e tentamos, junto com o Major, sobreviver num planeta inóspito e cheio de mistérios. Um sci-fi angustiante e eletrizante!

About The Author

Nerd, Geek, viciada em livros, youtuber, aspirante a jornalista, apaixonada por animais e nas horas vagas tenta ser engraçadinha.