Meu primeiro dia de Mestre Pokémon em São Paulo…

796

Texto de BigBaldBronson

O novo Pokémon Go de realidade aumentada saiu fazem menos de 48 horas e desde então eu tenho certeza que todo mundo que vem jogando tem histórias interessantes para contar sobre suas experiências com ele.

Como fã (e veterano) de jogos eletrônicos, assim que foi anunciado pensei que seria mais uma bela oportunidade de me divertir com minha filha. Ela tem apenas 3 anos de idade, não tem ideia do que seja os tais Pokémons e ainda está aprendendo a ‘rabiscar’ no celular.

Meses se passaram e depois de uma ‘longa’ espera, finalmente o jogo foi lançado em nossas terras tupiniquins. Mas não só por causa dos nossos apelos, mas porque a Niantic, Inc. (empresa responsável pelo jogo) claramente correu para atender os órfãos estrangeiros  que estão por aqui nos visitando durante as Olimpíadas. É só notar que o jogo não está em pt-br. Mas isso vem com o tempo, inclusive a correção de vários bugs que os outros países vem alegando estar acontecendo.

Primeiros momentos

56c25b14-72fd-40c7-8724-6b77391bf837-large16x9_PokemonGozubatBaixei o jogo algumas horas após o lançamento, mas como era no meio da noite, optei apenas por ver o que havia à minha volta: 03 ginásios, alguns Pokestops e nenhum Pokémon. Já pela manhã, ao levar minha filha pra escola, dei meu celular para que ela me avisasse se aparecia algum “bicho” na tela dele. Menos de um minuto ela me chama: “Pai, o celulá tá (sic) mexendo…”, “Pai tem um bicho voando aqui,… mocego (sic)”. Era um sinal que estava funcionando… O caminho até a escola leva cerca de 5 min de carro, é bem rápido, mas deu pra perceber pela alegria dela que tinham vários “bichos” aparecendo: “Outro Pai…”, “Parece um gatinho”, “Agora uma estrela…”, “Agora ratinho”…

pokemon-go-taykey-930x639

Depois que a deixei na escola resolvi dar uma volta, de carro mesmo. Como aqui, pela manhã, as ruas são bem tranquilas, voltei pra casa dirigindo bem devagar e vendo o que aparecia… Um Pokémon aqui, outro ali, mais um e outro e outro e outro… Quando me dei por conta já haviam se passado 30 minutos e eu havia pegado a maioria dos Pokémons que apareciam na tela do meu celular. Voltei pra casa com 14 deles sendo que um terço era só Zubat. Por falar em Zubat, devo ter mudado para Transilvânia e não estava sabendo… Só dão eles por aqui.

Ao chegar em casa, e pedir desculpas à minha esposa pela demora, ela me disse que estava de saída e que iria passear no parque com nosso outro filho… (Humm…) Pensei (Parque, mais Pokémons selvagens, novas áreas para explorar… humm). Acho que nem o Ash era tão sortudo assim. ;D Mas isso fica para uma próxima história.

Por enquanto os Pokémons que mais gostei de pegar foram o Rhyhorn e o Metapod (ainda vou ser um líder de ginásio lutando com ele).

Rhyhorn

Rhyhorn

 

Prós:

  • É bem divertido
  • Vários Pokestops ao meu redor;
  • Faz você conhecer locais ao seu redor que você nem imaginava que existia;
  • A realidade aumentada, apesar de queimar a bateria do seu celular, é um recurso BEM legal e interessante (minha filha ainda não entendeu isso, e ela tentava ver eles sem o celular);
  • Faz você realmente se exercitar caminhando (principalmente quando se tem que chocar algum ovo);
  • Quando o jogo foi lançado, notei que os ginásios já tinham líderes com Pokémons com CP de +2000… (Provavelmente devem ter usado o Fake GPS antes do lançamento oficial). No dia seguinte, os novos líderes dos ginásios tinham Pokémons com CP no máximo 100 (no decorrer do dia isso foi aumentando). Ou a Niantic, Inc. está fazendo um bom trabalho barrando essa galera “veterana” ou o ginásio tem um sistema de reset de líderes de tempos em tempos;

Contras:

  • Ainda todo em inglês, não está regionalizado;
  • Como eu odeio jogar as pokebolas nos Pokémons voadores, nunca acerto de primeira… Aliás, pensando bem, sou ruim em jogar em qualquer um… ;
  • Ainda não tem um modo 1×1.
  • Notei certa tendência de aparecerem mais Pokémons em centros urbanos do que em parques ou zonas afastadas;
  • Apesar de fazer você caminhar, se exercitar, você ainda está atrelado à uma tecnologia;
  • O jogo poderia fazer com que você passe mais tempo no seu telefone e torná-lo menos social.
  • As vezes é empolgante demais, e isso pode acarretar em problemas: Assaltos, levar a lugares não muito seguros, acidentes (buracos, tropeções, atropelamentos, batidas,…);

LEMBREM-SE AMIGUINHOS, NADA EM EXCESSO É BOM, PRESE SEMPRE PELA SUA SEGURANÇA.

Como dica: cuidado com as fotos que irão compartilhar para não sair enviando nudes por aí…

Pokemon-Go-Nudes-3

Total 1 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

About The Author

Nerd, Geek, viciada em livros, youtuber, aspirante a jornalista, apaixonada por animais e nas horas vagas tenta ser engraçadinha.