Mindhunter | Perseguindo Assassinos em Série

148

Aquele momento em que você assiste uma série e percebe que aquela é a profissão dos seus sonhos… Mindhunter é realmente tudo aquilo que se esperava da série! E mais um pouco (ao menos na minha humilde opinião).

Tudo que envolve investigação criminal, seja em filmes, livros ou séries, eu adoro. Não é a toa que sou mega fã de CSI e tenho uma bela coleção de Romances Policiais. No dia que me falaram sobre Mindhunter e li a sinopse da série, não consegui pensar em outra coisa a não ser no dia da estreia. Além de ser um drama policial, ela fala sobre serial Killers e isto, meus amigos, é a cereja do bolo dentro desse gênero.

Mindhunter: caçando mentes assassinas

Foto: Reprodução

O ano é 1977, uma época em que a polícia ainda não usava o termo Serial Killer e nem fazia ideia que seria possível, através de um estudo do comportamento desses criminosos, resolver casos (fazendo uso desse conhecimento) e até impedir que outros crimes fossem cometidos.

A Unidade de Ciência Comportamental do FBI estava no início de suas atividades e a ideia de um dos agentes, entrevistar assassinos em série que estão presos para “aprender” sobre seu comportamento e saber qual a motivação para os crimes, revoluciona os métodos de identificação dos suspeitos e determina padrões de comportamento desses criminosos.

A série gira em torno de dois agentes do FBI, Holden Ford (Jonathan Groff) e Bill Tench (Holt McCallany), apresentando justamente como se desenvolveu esse departamento do FBI. Entre uma entrevista e outra com um assassino famoso, os agentes ajudam nas investigações de crimes sem solução colocando em prática tudo o que aprenderam com os criminosos nas entrevistas.

E a realidade vira ficção

Livro MindhunterMindhunter é baseado no livro  Mindhunter: O primeiro caçador de serial killers americano de John Douglas e Mark Olshaker.

O livro é um fascinante relato (real) da vida de um agente especial do FBI (John Douglas) e da mente dos mais perturbados assassinos em série que ele perseguiu. A história de Douglas serviu de inspiração para a série homônima da Netflix, que conta com a direção de David Fincher (Garota Exemplar e Clube da Luta) e Jonathan Groff, Holt McCallany e Anna Torv.

 

 

Compre o livro aqui: SaraivaSubmarinoAmazon

 

Douglas entrevistou vários criminosos famosos, dentre eles Charles Manson, Ted Bundy e Ed Gein. Esses e muitos outros aparecem na série e a escolha dos atores para representá-los foi perfeita, pois ficaram muito parecidos com os verdadeiros criminosos.

Os crimes relatados na série (e no livro) são realmente chocantes, mas acredito que o que mais assombra a todos nós é o fato do assassino em série poder ser um vizinho, um amigo, um parente e, sem essa ajudinha do Douglas, nunca perceberíamos por conta própria. Se tem uma coisa que eles sabem fazer, é esconder bem sua identidade.

A primeira temporada recria as jornadas que Douglas fez de prisão em prisão, entrevistando maníacos, e mostra a dupla de federais aplicando na prática as lições aprendidas.

Serial Killers citados na série

Ao longo dos 10 episódios dessa primeira temporada, vários assassinos foram citados e alguns apareceram nas entrevistas. Os que apareceram me assustaram com a semelhança física dos atores com os verdadeiros criminosos. Dentre todos eles o que mais me deu medo foi Ed Kemper. Vamos conferir alguns:

Edmund Kemper

Ed Kemper

Foto: Reprodução

Edmund Emil “Big Ed” Kemper III (Burbank, California, 18 de dezembro de 1948) é um serial killer e necrófilo norte-americano, acusado de 10 assassinatos, incluindo o de sua própria mãe, Clarnell Strandberg-Kemper. Impressionante em seu tamanho e peso (2,06 cm de altura e 140 quilos) e com um QI de 145, ele começou sua série de assassinatos matando seus avós com a idade de quinze anos.

Jerome Brudos

Jerome Brudos

Foto: Reprodução

Jerônimo Henry “Jerry” Brudos (31 de Janeiro de 1939 – 28 de Março de 2006) foi um assassino em série americano e necrófilo, também conhecido como “O Assassino da Luxúria” e “O Assassino do Fetiche de Sapatos”.  Ele estrangulou quatro mulheres e guardou parte de seus corpos como “prêmio”.

Richard Speck

Richard Speck

Foto: Reprodução

Richard Franklin Speck (Kirkwood, 6 de dezembro de 1941 – Joliet, 5 de dezembro de 1991) foi um serial killer e estuprador norte-americano que, com 24 anos, na noite de 14 de julho de 1966, completamente bêbado e armado com um revólver e uma faca, invadiu a casa de nove enfermeiras que moravam juntas. Após amarrá-las, matou-as uma a uma. A única sobrevivente foi Corazón Amurao, de 23 anos, que se arrastou para baixo de uma cama e ficou escondida durante o massacre.

Conclusão

Foto: Reprodução

A série é um drama policial com um clima de tensão do começo ao fim. Comecei a assistir e fiquei presa à ela desde o primeiro episódio. Não existe muita ação, mas isso não a torna monótona, muito pelo contrário. A tensão presente e o desenrolar das investigações e entrevistas nos levam a querer assistir o próximo episódio.

Uma coisa eu preciso confessar aqui… comecei a série amando o agente Holden e terminei o último episódio odiando ele, apesar de tê-lo compreendido.

Sou fascinada por esse universo. Entender o comportamento e saber como agem esses assassinos, desvendar crimes, encontrar suspeitos, tudo usando a psicologia é algo que sou completamente apaixonada, então, fiquei com muito medo da série desagradar em algo, mas posso dizer com muita felicidade que Mindhunter me surpreendeu e atendeu todas as minhas expectativas.

A adaptação, os cenários, o roteiro… tudo se encaixa perfeitamente e agora, além de querer muito ler o livro, quero a segunda temporada da série que, graças a Deus, foi renovada.

E você, o que achou de Mindhunter?

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

5 Drama

Mindhunter é uma série original Netflix de drama policial, baseada no livro homônimo que relata a trajetória do agente John Douglas. A primeira temporada recria as jornadas que Douglas fez de prisão em prisão, entrevistando maníacos, e mostra a dupla de federais aplicando na prática as lições aprendidas.

About The Author

Nerd, Geek, viciada em livros, youtuber, aspirante a jornalista, apaixonada por animais e nas horas vagas tenta ser engraçadinha.