O Duelo dos Imortais de Colleen Houck (Resenha)

116

Antes de todas as aventuras da Lilly, e, bem antes dos três jovens príncipes serem incumbidos de sua árdua missão, os deuses estavam traçando a história através de suas próprias escolhas.

Sinopse

Quem são os deuses que regem os caminhos e descaminhos de Amon e Lily, os corajosos heróis da série Deuses do Egito? Por que esses deuses tramam conquistas e vinganças, envolvendo a humanidade em suas maquinações? E por que deixam nos ombros de alguns jovens mortais a responsabilidade pela salvação do mundo?

Antes que Lily e Amon se encontrassem, antes mesmo que o caos dominasse o cosmos e os deuses precisassem de três irmãos corajosos para combater o mal, muita coisa já estava em jogo. Em O duelo dos imortais, vamos conhecer a história dos quatro irmãos que assistiam, com seus poderes especiais, o grande Amon-Rá no governo da Terra:

Osíris, o generoso deus da agricultura, que ajuda os mortais a crescer e prosperar em seu ambiente natural.

Ísis, a linda deusa da criação, que promove a saúde e o bem-estar.

Néftis, a doce vidente, que mantém o equilíbrio entre os seres vivos e o universo.

E por último Seth, o mais jovem, que cresceu desprovido de poderes e desprezado por todos.

Quando, finalmente, os poderes de Seth se manifestam, que efeito sobre a humanidade terá a perigosa mistura de uma infância marcada pela rejeição, uma intensa paixão não correspondida e o incrível poder de desfazer coisas, pessoas… e até deuses?

Romance, traição e vingança são os fios que tecem esta trama surpreendente, cujos personagens imortais despertam em nós os mais profundos sentimentos.

Link: Skoob | Comprar: SaraivaSubmarinoAmazonCultura

Resenha

O Duelo dos imortais é um prequel, ou seja, um livro cuja história antecede os livros da série Deuses do Egito, sendo assim, se você ainda não leu os dois livros lançados, pode ler sem medo de spoilers. O livro possui menos de 200 páginas e serve mais para ambientação da mitologia egípcia envolvida na trama principal da série.

Admito que não gostei muito, apesar de amar histórias que envolvam mitologia, achei esse prequel desnecessário para o plot da série em si. Quando iniciei a leitura achei que veria algo a mais sobre a história dos três irmãos e como eles foram incumbidos de sua árdua missão, mas, me desculpe a sinceridade, fui surpreendida por uma fanfic não muito boa sobre mitologia egípcia. A apresentação dos deuses me pareceu bastante rasa e bem chatinha, o que tornou a leitura, que deveria ser rápida, em algo arrastado e um pouco enfadonho. E passei a maior parte da leitura pensando “miga, por que você não escreveu logo o outro livro da série? Não devia ter gastado tempo para escrever esse só pra me enrolar!” Mas okay. Eu superei.

O Duelo dos Deuses

De forma bem geral, a história é o que já sabemos da mitologia: os deuses não podiam se unir em matrimônio, Ísis encontrou uma forma de contrariar a lei e se unir a Osíris, ambos acabam tendo que lidar com as consequências deste ato. Acompanhamos também Seth em sua descoberta de poderes, e, no começo admito que até fiquei com certa pena dele, mas só no começo.

Esse livro não me empolgou em nada, e, ao meu ver, não acrescenta em nada nos acontecimentos da série. Tudo que foi narrado, já havia sido apresentado ao leitor nos dois livros principais da série. Não gostei muito da leitura, mas espero que a autora me surpreenda na continuação da série. É o famoso esperar para ver.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

2 Fantasia

Antes de todas as aventuras da Lilly, e, bem antes dos três jovens príncipes serem incumbidos de sua árdua missão, os deuses estavam traçando a história através de suas próprias escolhas.

About The Author

Acadêmica do curso de Sistemas de Informação - UESB. Blogueira, Beatlemaníaca, leitora compulsiva e cinéfila.