Onde Cantam Os Pássaros de Evie Wyld (Resenha)

826

Sinopse

No premiado romance de Evie Wyld, a fazendeira Jake White leva uma vida simples numa ilha inglesa. Suas únicas companhias são rochedos, a chuva incessante, suas ovelhas e um cachorro, que atende pelo nome de Cão. Tendo escolhido a solidão por vontade própria, Jake precisa lidar com acontecimentos recentes que põem em dúvida o quanto ela realmente está sozinha – e o quanto estará segura. De tempos em tempos, uma de suas ovelhas aparece morta, o que pode ser muito bem obra das raposas que habitam a floresta próxima à sua fazenda. Ou de algo pior. Um menino perdido, um homem estranho, rumores sobre uma fera e fantasmas do seu próprio passado atormentam a vida de uma mulher que sonha com a redenção.

Aos poucos, vamos descobrindo mais sobre as suas habilidades em tosquiar e cuidar de ovelhas, aprendidas ainda quando jovem, em sua terra natal, na Austrália. E vamos aprendendo também o que aconteceu lá, que acabou por conduzir White à uma vida de reclusão e isolamento. E sobre as contradições e diferenças entre um passado (sempre narrado no tempo verbal presente) cheio de vida e calor, e o presente (narrado por sua vez no passado) repleto de lama, frio e um ritmo mais desacelerado, paira uma atmosfera absolutamente brutal.

Com uma prosa verdadeiramente excepcional, o estilo da autora reúne tanto clareza como substância e apresenta uma personagem inesquecível, enigmática, trágica, assombrada por um passado inescapável. Uma mulher forte, ainda que tão passível de falhas, erros e equívocos como todos nós. É uma história de solidão e sobrevivência, culpa, perda e o poder do perdão. Uma escrita visceral onde sentimos a presença de tudo, os odores, o vento, o tempo. Nada passa desapercebido.

Onde Cantam os Pássaros é o segundo romance de Evie Wyld – selecionada em 2013 pela revista Granta entre os melhores jovens escritores britânicos da década – e mantém uma pequena e simpática livraria independente no bairro de Peckham, em Londres. A Review Bookshop possui um pequeno jardim, é dog friendly, realiza o Peckham Literary Festival e, claro, vende os melhores livros de grandes e pequenas editoras.

Sua prosa refinada com altas doses de terror psicológico está muito bem representada na edição que a DarkSide® Books entrega a seus leitores em 2015. Ela queria se isolar de tudo e todos, mas agora está cercada pela crueldade do silêncio e a mais pura manifestação da natureza. O ciclo da vida é muito mais assustador quando o fim ecoa dentro de nós. Prepare-se para descobrir uma grande autora, e um livro à sua altura.

Link: Skoob | Comprar: SaraivaSubmarinoAmazon

Resenha

A primeira coisa que devo dizer sobre esse livro é que ele foge aos padrões e pode trazer muita estranheza aos leitores. Sim, eu mesmo estranhei. Inclusive é difícil de classificar esse romance, pois, não chega a ser um suspense, nem drama, apesar de ter elemento dos dois. Está mais para algo do tipo Drama Dark ou Ficção Dark, se é que podemos classificar assim. Outra coisa, não é um livro adequado para pré-adolescentes, apesar da lindíssima capa. Cenas fortes (violência e sexo) e muitos palavrões permeiam as páginas do livro. Logo no início da história nos deparamos com um violento assassinato de uma ovelha, e achamos que o livro irá trabalhar em cima desse mistério. Mas, não, o foco é outro.

onde-cantam-os-passaros-capa-evie-wyld-darkside-booksO livro conta a história de Jake White, uma mulher misteriosa que mora em uma velha fazenda. Ela é pastora de ovelhas, e à medida que lemos, vamos conhecendo sua história, tanto o passado quanto o presente. Sim, os capítulos se alternam entre passado e presente, de uma forma incomum. E eu ia ficando cada vez mais curioso com a história dela à medida que a leitura se desenrolava. Uma história chocante, e que pode ser parecida com a história de vida de muitas mulheres pelo mundo. Esse choque nos mostra a crueldade humana e que apesar das desventuras da vida podemos reconstruir e tentar de novo. Mas, não se engane, não é um livro bonitinho de auto-ajuda ou um romance de final feliz. A coisa toda é muito dark, e não vai suavizando.

Por quê do título? Essa é uma pergunta que você pode se fazer. Mas, a resposta fica clara na leitura, pois, no desenrolar da história, o personagem principal sempre percebe a presença dos sombrios pássaros australianos. Onde Cantam Os Pássaros nos mostra que as aves são testemunhas de nossas histórias.

Então você chega ao final do livro, numa história tensa, e tudo aquilo que você estava esperando, simplesmente não acontece. Sem querer dar spoillers, mas, o livro simplesmente acaba, e tudo fica como no começo, os mistérios estão lá, e você fica com o coração na mão se perguntando, então é isso? Ou seja, se você começa a leitura com a perspectiva de um livro dentro dos padrões normais, você irá se decepcionar e muito. Entretanto, tendo em mente que talvez a autora queira apenas mostrar uma história de sofrimento e superação, você irá gostar, talvez.

A história é marcante, prende a leitura, passamos a querer mais da história de Jake White? Sim e sim. Mas, sentimentos distintos lhe acompanharão em toda a trama, e talvez, você estranhe um pouco esse bom livro, fora dos padrões normais. Isso faz do livro bastante polêmico e divide muito as opiniões entre “amei” e “odiei”. Vale a pena a leitura? Acredito que sim. Principalmente em tempos de muito falatório sobre o feminismo, nada como uma história de uma mulher que simplesmente luta para sobreviver e levar a vida da melhor forma possível.

Você já leu o livro? Conte-nos como foi a sua experiência!

Total 3 Votes
1

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Classificação
Diagramação
Enredo
Narrativa
Personagens
Capa
3.6 Suspense

Uma história marcante que mostra a garra e superação de uma mulher num ambiente hostil.

About The Author

O MBA que se acha um eterno aprendiz, mas, adora um bom papo com café. Espero contribuir e aprender com as pessoas com quem convivo e pelos lugares por onde passo.

  • Vanessa Januth

    Não entendi aquele final. Parece que eu estava no livro errado e surgiram novos personagens que não resolveram o mistério proposto.