Pessoas e Relacionamentos são Descartáveis?

414

Existe uma frase clichê que todo mundo já ouviu alguma vez nessa vida: “as decisões que tomamos hoje podem mudar completamente o nosso futuro.” Essa frase poderia ser considerada uma verdade universal, mas eu acrescentaria a ela uma coisinha: suas decisões afetam o seu futuro sim, mas podem afetar direta ou indiretamente o futuro de outras pessoas também. E nem sempre é para o bem.

Isso me faz recordar de algumas decisões que tomei no meu passado. Decisões que mudaram completamente o rumo de minha vida e me causaram feridas que sangram até hoje. Posso dar como desculpa minha imaturidade, afinal, eu era uma adolescente na época em que decidi fazer uma escolha.

Nos últimos dias tenho pensado muito no fato de ter afetado a vida de outras pessoas ao tomar uma decisão. No momento em que decidi terminar um relacionamento por julgar não sentir mais nada pela pessoa, o que causei na vida dela? Hoje tenho certeza que posso ter provocado uma dor profunda em alguém, mesmo sem ter tido a intenção. Infelizmente é algo inevitável.

Essa questão é difícil de lidar pois temos dois lados de uma mesma moeda. Um relacionamento precisa ser bom para ambos e quando uma das partes não está mais feliz, ficar junto vai provocar sofrimento para ambos. Mas, como evitar que o outro não se machuque tanto? Sempre é “mais fácil” para aqueles que deixam de sentir e terminam, do que para aqueles que continuam amando e precisam passar pelo processo da separação.

Sinceridade é a palavra chave. Ser sincero com você mesmo e com a pessoa que está ao seu lado. Entender seus sentimentos, conversar, analisar a situação, ponderar todas as questões. Saber se realmente o melhor caminho a ser tomado é realmente o fim. Questões difíceis, porém necessárias.

Pessoas e relacionamentos descartáveis

Num mundo individualista em que vivemos, é difícil pensar no outro. Cada vez mais as pessoas estão desaprendendo a sentir. Ou melhor, estamos nos tornando cada dia mais egoístas e o que importa mesmo é “EU estar bem e feliz”, e com isso o outro torna-se descartável. Relacionamentos e pessoas tornaram-se descartáveis. Quantos casamentos você conhece que chegou aos 25 anos? Eu conheço poucos… bem poucos!

É difícil tomar uma decisão. Até que ponto vale a pena, por exemplo, permanecer num casamento falido, onde ambos estão infelizes, por imposição da sociedade? O que machuca mais: você permanecer nessa situação infeliz e abrir mão de sua felicidade, ou ser sincero com seu parceiro, terminar e ambos terem a oportunidade de serem felizes novamente? Cada um sabe onde o calo aperta e sabe o melhor para si.

Olhando para o meu passado, hoje, com o meu coração em pedaços, sangrando e cheio de cicatrizes, me arrependo de uma decisão que tomei quando tinha apenas 14 anos. Se eu tivesse agido diferente poderia ter evitado todos os sofrimentos que já passei? Eu poderia ter sofrido de formas diferentes? Nunca vou saber! Não adianta lamentar, mas lembro disso com muito pesar.

Ainda falando sobre pessoas serem descartáveis… Sabe o que é pior? O pior é quando você encontra o amor de sua vida, a pessoa que você tem certeza ser certa para você, que vai te fazer feliz e na qual você é capaz de fazer tudo por ela e, apesar dela dizer que sente o mesmo, não é capaz de lutar por esse amor e desiste diante dos obstáculos. Isso machuca mais do que qualquer outra coisa. É como você ver todas as possibilidades de felicidade desaparecerem em sua frente…

Escolhas sempre são difíceis

Sei que isso é uma utopia, mas sonho com o dia em que as pessoas irão pensar no outro e não apenas em si mesmo. Sonho com o dia em que não seremos mais descartáveis e que o amor seja pleno em toda a sua essência.

Aos 35 anos tomei outra decisão que mudou minha vida e apesar de não ter tido o resultado esperado e de ter aberto outra ferida em mim, não me arrependo de ter escolhido abrir meu coração.  É vida que segue, lambendo minhas feridas, mas com a consciência tranquila de ter feito de tudo ao meu alcance para demonstrar que o outro nunca foi descartável para mim.

Quem bom seria poder prever o futuro. Isso facilitaria muito as coisas e ajudaria a tomar a decisão certa.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

About The Author

Nerd, Geek, viciada em livros, youtuber, aspirante a jornalista, apaixonada por animais e nas horas vagas tenta ser engraçadinha.