Poesia em Prosa | Poucos Segundos

140

Poucos Segundos

Sol a pino.

A fome bateu.

O calor escaldante evapora em pequenas gotículas sobre a pele castigada.

Calor, fome, agonia.

Hora da pausa, finalmente!

Escondido entre o milharal, avisto um arbusto. Pequeno, porém bom o suficiente para proporcionar o descanso que meu corpo implora.

Sombra. O sol esfria…

Encosto a cabeça na mochila surrada e fecho os olhos. Não me encontro mais no milharal.

Vejo crateras, escuro, cinza, frio. O sol frio.

Por uns poucos segundos volto a morar no meu mundo. O mundo onde posso sorrir. O mundo onde não preciso lutar contra a gravidade me empurrando para baixo. O meu mundo da lua.

Thaisa Lima

Texto criado na oficina “A poesia como origem e destino do ser”, com Mariana Ianelli. O exercício proposto era criar uma poesia a partir da observação de uma foto. A foto que escolhi se intitula “Sol frio”.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

About The Author

Escritora, Geek, amante dos livros, youtuber, apaixonada por animais e não larga uma xícara de café.