Resenha – Cinquenta Tons Mais Escuros (Filme)

783

Na última quinta-feira, dia 09 de fevereiro, foi a estreia do segundo filme da trilogia Cinquenta Tons. Claro que fui conferir o filme! Como todos sabem, sou fã dessa trilogia. Quer saber o que achei do filme? Continue lendo.

Cinquenta Tons Mais Escuros tem sofrido muitas críticas negativas, mas apesar de não ser a melhor adaptação cinematográfica, está bem longe de ser essa coisa grotesca que estão falando por aí. As pessoas tem o péssimo hábito de falar sobre coisas que não sabem. Erótico não é pornô, já começa o erro por aí…

Sobre o que é o filme?

No final de Cinquenta Tons de Cinza, Anastasia (Dakota Johnson) terminou seu relacionamento com Christian Grey (Jamie Dornan) e deixou o bilionário arrasado. A songa monga garota resolveu esquecer Grey e investir em sua carreira. Mas Christian não desistiu tão facilmente, resolveu insistir e provar para Ana que ele é capaz de manter um relacionamento dentro dos termos dela. E é assim que iniciamos Cinquenta Tons Mais Escuros.

Depois de todas as investidas de Grey, Ana, mesmo cautelosa, exige um novo acordo, para em seguida dar uma nova chance para ele. Enquanto eles tentam construir um relacionamento baseado em confiança e estabilidade, pessoas do passado de Grey aparecem para atormentar a vida do casal e destruir um relacionamento que está se solidificando aos trancos e barrancos.

499455.jpg-r_640_360-f_jpg-q_x-xxyxx

Mais amor, menos cenas de sexo

Assim como no livro, o filme se aprofunda mais no passado de Christian. Podemos conhecer um pouco do que aconteceu com ele para transformá-lo nesse homem sádico e aparentemente sem sentimentos. Paralelo a isso, acompanhamos a transformação dele. A convivência e o amor que ele sente por Anastasia começam a molda-lo e assim, Grey fica mais receptivo para as pessoas que o amam.

A história segue a mesma linha do livro e isso é muito difícil de acontecer! A trilha sonora está magnífica e Jamie Dornan rouba a cena! Vi algumas pessoas falando que o ator não parece em nada com o personagem do livro, mas eu discordo disso completamente. Dornan é o perfeito Crhistian Grey, por qual me apaixonei perdidamente ao ler os livros da E. L. James.

Assim como Dornan, Dakota foi a escolha perfeita para interpretar Anastasia. A atriz consegue ser sonsa e sem sal como a personagem. Ela interpreta o papel perfeitamente.

No primeiro filme realmente tivemos mais cenas de sexo. O que condiz totalmente com a história. Em Cinquenta Tons de Cinza estamos diante de um Grey que encontrou uma nova submissa e o que é mais importante pra ele são os momentos de prazer ao lado dela. Já em Cinquenta Tons Mais Escuros, o foco não é o sexo e sim os sentimentos do personagem. Claro que existem cenas de sexo, mas esse não é o foco principal da história. Além disso, o filme tem classificação de 16 anos e não é m filme pornô!

O filme não foi tudo aquilo que eu esperava

Como fã da trilogia eu esperava bem mais do filme. O segundo livro nos mostra muitas coisas do passado de Christian e o que vi no filme foram cenas tão rasas e sem emoção, que quem não leu o livro vai ficar sem compreender muita coisa. Com o que foi apresentado, nem eu que defendo Grey com unhas e dentes, o defenderia se alguém falar mal dele…

Outra coisa que me incomodou bastante foram os momentos que deveriam ser os mais tensos do filme e não foram. A perseguição da Leila (Bella Heathcote) à Ana e a insistência da Elena (Kim Basinger) em acabar o relacionamento dos dois é o clímax do livro e isso foi abordado de uma maneira tão sem emoção e de uma forma tão rápida, que sou obrigada a concordar que o diretor (James Foley) não soube dirigir o filme como deveria. Cadê o suspense?

Nem todo mundo leu os livros e muitos ainda não assistiram ao filme, então não posso dar spoiler. O que posso dizer é que onde deveria ter uma tensão e um suspense, não existiu. O que deveria ter um maior aprofundamento, não teve. E as cenas mais picantes deixaram bem a desejar. Sim, eu queria ver mais nudez do Jamie Dornan…

50-tons-mais-escuros1

Conclusão

No geral achei que esse filme foi melhor que o primeiro. Apesar dos pontos que não me agradaram, me emocionei ao ver a mudança de Christian, o amor transformador e o desabrochar de Anastasia. Continuo sem gostar dessa personagem e ainda não entendo o que Grey viu nessa songa monga, mas…

Vá ao cinema com a consciência de que esse não é um filme pornô e que você não vai lá para ver cenas e mais cenas de sexo explícito. Tenha consciência também de que esse é um “filme do meio”, que é mais revelador e te prepara para o grande clímax do último filme da trilogia, portanto não tem muita ação. Se encante com a trilha sonora e se apaixone por essa nova fase de Christian Grey!

Ah, não faça como eu… fique para ver os créditos, pois no final tem um trailer do próximo filme e ao que tudo indica, Cinquenta Tons de Liberdade vai chegar abalando todas as estruturas!

Total 2 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

4 Erótico

Incomodada com os hábitos e atitudes de Christian Grey (Jamie Dornan), Anastasia (Dakota Johnson) decide terminar o relacionamento e focar no desenvolvimento de sua carreira. Ele, no entanto, não desiste tão fácil e fica sempre ao seu encalço, insistindo que aceita as regras dela. Tal cortejo acaba funcionando e ela reinicia o relacionamento com o jovem milionário, sendo que, aos poucos, passa a compreender melhor os jogos sexuais que ele tanto aprecia.

About The Author

Nerd, Geek, viciada em livros, youtuber, aspirante a jornalista, apaixonada por animais e nas horas vagas tenta ser engraçadinha.

  • Rogério Fernandes

    Acho que um erro crucial foram mudar o roteiro e direção para mãos masculinas, talvez isso tenha dado uma visão masculina sobre a mente feminina. Estou louco para ver apesar disso.

    • Thaisa Lima

      É, esse pode ter sido um problema… mas a direção pecou em muitas coisas. Apesar dos pesares, eu gostei do filme. Ver o Jamie Dornan nu já vale muito a pena! hauhauaua

      • Rogério Fernandes

        QUERO HAHAHH