Resenha de A Dama de Papel da Catarina Muniz

284

Localizado na zona periférica de Londres em meados do século XIX, o bordel de Molly está sempre repleto de fregueses: ricos e pobres, magnatas e operários. O que nenhum deles sabe – nem mesmo as outras trabalhadoras do estabelecimento – é que a dona do prostíbulo optara por ser “mulher da vida fácil” após fugir de um casamento forçado, abrigando-se nas entranhas de um cortiço na busca indelével por liberdade.

Certa vez, no entanto, Molly é inebriada pelas propostas de um cliente: Charles O’Connor, o herdeiro de um império têxtil, deseja que ela seja somente sua. Molly, arrebatada pelas sensações provocadas pelo novo amante, se vê obrigada a questionar o modo de vida que conduzira com orgulho até então, além de testar os limites da liberdade obtida a duras penas.

Entregues à avassaladora paixão e à incrível química sexual que os unem, Molly e Charles precisarão enfrentar as represálias que os unem, enfrentar as represálias sociais e a moral conservadora da época para dar continuidade a este amor proibido. Mas terão de pagar um preço alto por suas decisões.

Link: Skoob | Comprar

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Romance Erótico
Diagramação
Personagens
Narrativa
Enredo
Capa
5 Opinião

Com uma escrita envolvente e extremamente sensual, Catarina conseguiu atrair a minha atenção do começo ao fim. Em A Dama de Papel você vai se apaixonar, se enfurecer e se emocionar com o desenrolar dessa trama fascinante.

About The Author

Nerd, Geek, viciada em livros, youtuber, aspirante a jornalista, apaixonada por animais e nas horas vagas tenta ser engraçadinha.