A Lista de Cecelia Ahern (Resenha)

539

Uma história peculiar que nos faz perceber todas as grandes histórias que estão espalhadas pelo mundo a fora, só esperando o momento de serem descobertas.

 

Kitty Logan tem 32 anos e aos poucos está perdendo tudo o que conquistou: sua carreira está arruinada; seu namorado a deixou sem um motivo aparente; seu melhor amigo está decepcionado com ela; e o principal: sua confidente e mentora está gravemente doente.
Antes de morrer, Constance deixa um mistério nas mãos de Kitty que pode ser a chave para sua mudança de vida: uma relação de nomes de pessoas desconhecidas. É com base neles que Kitty deverá escrever a melhor matéria de sua carreira.
Quando começa a ouvir o que aquelas pessoas têm a dizer, Kitty aos poucos descobre as conexões entre suas histórias de vida e compreende por que foi escolhida para dar voz a elas.

Link: Skoob | Comprar: SaraivaSubmarinoAmazon

Resenha

Eu já tinha visto este livro antes, mas sabe aquele tipo de livro que você vê, fica na curiosidade, mas protela muito para realmente iniciar a leitura? Pois bem, A lista foi um desses. Mas admito que hoje, após finalizar a última página da obra, ainda sensibilizada por tudo aquilo que absorvi, chego a conclusão que não existem livros protelados, existe sim a hora certa para ler cada livro, e este foi o momento perfeito para A Lista chegar e entrar em meu coração.

A história começa um pouco confusa, me dando a sensação de movimento frenético, mas é assim que as coisas estão na vida da nossa protagonista! Somos inseridos na vida bastante conturbada de Kitty Logan: ela cometeu um grave erro em seu trabalho e agora está pagando um alto preço, perdeu seu namorado, sua amiga e mentora está no leito de morte em um estado terminal de um câncer de mama. Este não é um livro para você ler sem pensar, é aquele tipo de livro que já começa a te incomodar e te por para refletir já na primeira página. A rapidez do momento, a fragilidade da vida e a dor da perda são três coisas bem palpáveis ao longo da narrativa.

Após a morte de Constance, a revista que ela e o marido criaram tende por fazer uma edição em homenagem a mulher que ela foi, sendo assim, Kitty lembra-se da sua última conversa com sua amiga e lança a ideia para o editorial: buscar autores já “aposentados” e propor que eles escrevam a última matéria, aquela que eles sempre quiseram fazer, mas nunca fizeram. Claro que Constance também possuía a sua, mas para a surpresa de Kitty e de todos, a única pista deixada foi uma lista com 100 nomes de pessoas aparentemente desconhecidas.

“(…) Todo indivíduo em qualquer parte do mundo tem uma história para contar. Talvez pensemos que somos pessoas comuns, que nossa vida é entediante(…) Mas a verdade é que todos nós fazemos coisas fascinantes, admiráveis e das quais deveríamos sentir orgulho…”

E, é assim que Kitty se vê em busca dessas 100 pessoas. Pessoas que ela tenta encontrar a todo custo, pessoas que ela vai entrevistar, conhecer suas vidas e tentar descobrir qual a conexão que as une e o que Constance pretendia com aquela lista. Não é uma tarefa fácil, ainda mais com toda a pressão que Kitty tem que enfrentar a cerca do processo judicial que está sofrendo. Mas a medida que ela vai conhecendo esses estranhos, suas histórias vão de certo modo a transformando também.

Durante a leitura eu me emocionei com as vidas dos personagens, eu senti pena da Kitty, eu compreendi que todos nós cometemos erros, e que temos que aprender a superá-los. Consertá-los. Dar a volta por cima e seguir com nossas vidas, por mais difícil que possa parecer. Muitas vezes o mundo parece estar conspirando contra nós e tudo aparentemente dá errado, mas não podemos sucumbir. Temos que ver a beleza da vida nos mínimos detalhes e ver que todos temos histórias incríveis e maravilhosas que são desvalorizadas.

Uma história que começa triste, conturbada. Que teve capítulos que me deixaram com os olhos repletos de lágrimas e aquele aperto no peito, mas que em outros me deixou com um sorriso bobo. Te ensina a valorizar cada pessoa que você conhece aceitando e apreciando a beleza de cada personalidade. Um livro que mostra que a vida não é um conto de fadas, que tem muita coisa que vai dar errado, mas que todos devemos nos esforçar para mostrar o nosso melhor e dar a volta por cima. Um livro que todos deveriam ler.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Classificação
Diagramação
Enredo
Narrativa
Personagens
Capa
4 Drama

Uma história peculiar que nos faz perceber todas as grandes histórias que estão espalhadas pelo mundo a fora, só esperando o momento de serem descobertas.

About The Author

Acadêmica do curso de Sistemas de Informação – UESB. Blogueira, Beatlemaníaca, leitora compulsiva e cinéfila.