O cadáver que ri da Laurell K. Hamilton (Resenha)

280

Anita Blake a ressuscitadora e caçadora de vampiros nas horas vagas está de volta em mais uma aventura repleta de emoção. Dessa vez não são os vampiros que darão dor de cabeça, mas sim o principal ganha pão da Anita, os Zumbis.

Sinopse

 

 A caçadora de vampiros e ressuscitadora de mortos Anita Blake está de volta em O cadáver que ri, de Laurell K. Hamilton. No segundo livro da série, iniciada com Prazeres malditos, ela terá que ajudar a polícia de Saint Louis a deter uma criatura misteriosa e sedenta de sangue, que invade casas e devora famílias inteiras. Paralelamente, precisará usar o máximo de suas habilidades para escapar de uma poderosa sacerdotisa vodu e de um milionário vingativo. A sensual protagonista criada por Hamilton, principal nome da literatura gótica e sobrenatural da atualidade, já seduziu mais de seis milhões de fãs em todo o mundo, foi traduzida para 16 países e ganhou adaptação para o formato graphic novel pela principal editora de quadrinhos do mundo, a Marvel Comics.

 

Link: Skoob | Comprar: SaraivaSubmarinoAmazon

Resenha

Toda vez que vou falar sobre Anita Blake sinto que sou totalmente tendenciosa! Afinal, ela é de longe, minha personagem favorita.  Ela tem seus pequenos vícios (pinguins!), é extremamente sarcástica, e tem pinta de durona apesar de sua pouca estatura! Devo dizer, uma das personagens mais bad ass que já vi! Nesse segundo livro, ela vai evoluindo e ganhando ainda mais profundidade. Mas antes de começar a falar sobre o livro, devo alertar que essa é a resenha do segundo volume da série, se ainda não leu Prazeres malditos, recomendo que não prossiga a resenha desta leitura, pois, ela conterá spoilers da primeira obra.

No final do livro anterior, nós pudemos acompanhar a mudança de poder na cidade, quando Anita elimina a antiga mestre dos vampiros e abre caminho para Jean-Claude ocupar o cargo. Nossa heroína não sabia se estava muito feliz com essa mudança, mas ela tinha problemas bem mais urgentes para cuidar! Um cliente incrivelmente rico, quer contrata-la para ressuscitar um zumbi, até ai tudo bem. Mas quando Anita descobre a idade do zumbi, 300 anos, ela logo declina. Para trazer de volta um zumbi tão antigo seria necessário pelo menos um sacrifício humano, ou seja, assassinato.

Vampiros, Zumbis e muita caçada…

Para completar, ela é chamada por Dolph, o detetive responsável pela Equipe Regional de Investigação Sobrenatural. Ela foi chamada para tentar ajudar na identificação da criatura que cometeu aquela carnificina. E para a surpresa dela, e de todos, pelas marcas e os resto das vítimas, um zumbi era o responsável.  Para tentar ajudar com as investigações, Anita decide ir até a casa da mais poderosa sacerdotisa Vodu  que ela já conhecerá, Dominga Salvador. E devo dizer que não foi uma das idéias mais brilhantes da Anita. Dominga possui segredos perigosos.

Eu admito que adorei o livro, mas não é de todo meu favorito pois não tem tanto a presença do Jean-Claude. Mas a história é envolvente, e você se vê ali no meio da vida da Anita, tentando descobrir também o que está acontecendo e quem está causando tudo isso. Um livro fantástico que merece ser lidos pelos amantes dos livros de fantasia.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Classificação
Personagens
Enredo
Narrativa
5 Fantasia

Anita Blake a ressuscitadora e caçadora de vampiros nas horas vagas está de volta em mais uma aventura repleta de emoção. Dessa vez não são os vampiros que darão dor de cabeça, mas sim o principal ganha pão da Anita, os Zumbis.

About The Author

Acadêmica do curso de Sistemas de Informação - UESB. Blogueira, Beatlemaníaca, leitora compulsiva e cinéfila.