Um Milhão de Mundos com Você de Claudia Gray

50
IMG_20170812_120516387

Romance, ação, suspense e muita adrenalina, estão presentes nesse desfecho eletrizante da trilogia Firebird!

Sinopse

O destino do multiverso está nas mãos de Marguerite Caine. Ela está no âmago de uma disputa multidimensional desde que viajou pela primeira vez com o Firebird, a invenção revolucionária dos seus pais. Paul Markov sempre esteve ao lado de Marguerite em suas viagens dimensionais, mas o último golpe da perversa Triade deixou sequelas. Cabe a Marguerite enfrentar a Triade e evitar a destruição dos multiversos… sozinha. Bilhões de vidas estão em perigo. Os riscos nunca foram tão altos.
Nesta épica conclusão da trilogia Firebird, todas as certezas serão questionadas: destino, família, amor… e o multiverso será transformado para sempre.

Link: Skoob | Comprar: SaraivaSubmarinoAmazonCultura

Resenha

E chegamos ao fim da trilogia Firebird. Estou com uma certa dificuldade para escrever essa resenha… Ao mesmo tempo que gostei bastante do livro, o final me decepcionou – apesar de ser um final que agradou a todos – e não gostei do livro. Compreende a minha confusão? É difícil até para você, leitor, compreender o que estou falando, mas tentarei explicar no decorrer da resenha.

Antes de continuar sua leitura, fique ciente de que a resenha pode conter spoiler dos livros anteriores. Aproveite que está aqui e confira as resenhas do livro 1 e do livro 2.

Firebird

Quando li o primeiro livro dessa trilogia me apaixonei completamente pela história diferente, pelo triangulo amoroso, pelos personagens e me deparei com um enredo repleto de ação, suspense e muita aventura. O romance também me chamou atenção, mas principalmente as viagens para os multiversos. Cada mundo tão diferente e ao mesmo tempo tão parecido com o nosso… deu até vontade de poder viajar entre as infinitas realidades desses mundos e conhecer minhas outras existências. Amei realmente o primeiro livro e fiquei louca pelo segundo.

O segundo livro seguiu um ritmo legal. A história sofreu uma reviravolta, conhecemos mais mundos diferentes e acompanhamos a luta de Marguerite para salvar Paul, enquanto muitas coisas importantes vão sendo reveladas. Obtivemos muitas respostas no livro 2 e a autora nos apresentou uma forma de combater à Triade. Achei muito interessante e criei grandes expectativas para o terceiro livro. Sem contar no final desesperador que deixa qualquer um louco para já pegar o terceiro livro para ler.

Como o livro 1 e o livro 2 me deixaram completamente empolgadas, claro que dei início à minha leitura com grandes expectativas. A escrita da autora é muito envolvente, então as chances de me decepcionar seriam quase nulas, mas acabei me decepcionando um pouco…

Senti que a autora se perdeu em algum momento da história. Todo o trabalho que ela teve de nos levar a conhecer a Resistência e fazer o leitor acreditar (ao menos eu acreditei) que a Resistência estaria presente no decorrer de todo o livro 3, não foi bem assim… eles só apareceram lá no final. Fiquei me perguntando o tempo inteiro em qual momento eles iriam começar a fazer parte do enredo.

O multiverso é infinito

Outro ponto que me incomodou muito foi que as coisas pareciam que nunca teriam uma solução. Fui lendo o livro e percebendo que estava chegando nas últimas páginas e nada de ver a solução para o problema. Cheguei a pensar que teria mais um livro nessa “trilogia”. A autora deixou para resolver tudo nas últimas 30 páginas e achei que ficou tudo muito corrido e deu aquela sensação de “Puts! Tanto trabalho pra isso se resolver assim tão fácil?”. Como falei anteriormente, gostei do final, só achei que ele não foi muito bem trabalhado justamente por tudo ter ficado muito corrido.

Mas, nem tudo nesse volume foi ruim. O ponto alto – e sem sombra de dúvidas o melhor – foram os novos mundos que conhecemos. Muitos mundos e possibilidades bem diferente do que vimos nos volumes anteriores. A ação está presente do começo ao fim e em alguns momentos me bateu um certo desespero por medo do que iria acontecer a seguir.

Num modo geral, o livro me agradou; ele não é o melhor dos 3, mas encerra muito bem essa trilogia. Para quem gosta de romance, ficção científica e aventura, com certeza vai gostar de conhecer Firebird. Como nota geral, dou 4 estrelas para a trilogia.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

3.5 Ficção Científica

Romance, ação, suspense e muita adrenalina, estão presentes nesse desfecho eletrizante da trilogia Firebird!

About The Author

Nerd, Geek, viciada em livros, youtuber, aspirante a jornalista, apaixonada por animais e nas horas vagas tenta ser engraçadinha.