Vida de Blogueiro Literário: Seleção de Parceiros das Editoras

869

Se vida de blogueiro não é fácil, imagine a de um blogueiro literário enfrentando o período de seleção de parcerias com as editoras!

Sempre que posto um vídeo de Caixa Postal no canal é comum alguém comentar coisas do tipo “Você recebe tantos livros. Compra tudo isso? As editoras te enviam?” Não fofolete, eu não compro todos os livros que mostro nos vídeos e sim, a maioria são editoras (ou autores) que me enviam.

Um blogueiro literário precisa de livros par ler e ter material para postar. Não tem como ficar replicando só notícias, pois os leitores querem saber a sua opinião sobre os livros, principalmente os lançamentos das editoras. Nem sempre sobra dinheiro para comprar livros todo mês e é aí que entra a importância dos processos seletivos de parceria.

A grande maioria das editoras que temos aqui no Brasil fazem parcerias com blogueiros. Todo ano (geralmente no final ou início do ano) temos os períodos de seleção de parceria e esse é o período mais angustiante, tenebroso, frustrante e empolgante para um blogueiro. Sim, são sentimentos controversos eu sei. Mas calma que você vai entender o motivo.

Seleção de Parcerias

Não pense você que é só iniciar um blog literário que vai chover editora querendo ser seu parceiro não. Você vai ter que trabalhar um pouco para isso acontecer e principalmente preencher muitos formulários e passar dias angustiantes de espera.

Antes de mais nada, é importante frisar que parceria é uma troca. Eu recebo um livro e em contrapartida tenho que ler, divulgar e fazer resenha do mesmo. É importante também manter sempre o blog atualizado (com resenhas de livros principalmente), escrever textos claros e coerentes, nada de copiar e colar o texto do coleguinha porque isso além de ser crime é muito feio!

O processo funciona assim:

Vida de blogueiro 2A editora divulga nas redes que iniciou o processo seletivo de parceria para o ano.

Você, blogueiro, fã da editora, que sonha em ter parceria com ela pro resto da vida, já começa a se tremer todo só de ver a publicação. Clica no santo link do formulário e já está capaz de enfartar nesse processo.

Ao clicar no link, se depara com um formulário que pergunta até a cor da sua calcinha… Abrindo um parênteses aqui para falar uma coisa: sério… tem umas perguntas muito desnecessárias minha gente! Coisas nada a ver. E a pergunta que mais odeio responder é: “Por que você quer ser nosso parceiro?” Alou editora querida, isso já não está meio óbvio não?

Certo, formulário respondido e enviado. Agora vem a pior parte de todas. A espera. Sentar e esperar o dia que sai o resultado da seleção. Nesse período, que demora geralmente de 20 a 30 dias, você já roeu todas as suas unhas milhares de vezes, já abriu as redes sociais da editora milhares de vezes… vai que eles resolvem soltar o resultado antes, né? E já está parecendo um zumbi porque não dorme direito de tanta ansiedade. E chega o grande dia da divulgação do resultado…

Não sei se o pior é a espera ou o dia do resultado. Parece que o pessoal do marketing adora nos fazer sofrer. Se o resultado sai no dia 30, custa soltar logo de manhã? Não… eles nos torturam até o último minuto do horário de trabalho deles e só divulgam o resultado a noite, para nosso desespero completo. Acho que a cada tuíte que eles recebem com um “oi pessoal, cadê o resultado?” eles dão uma gargalhada maligna e dizem “sofram mais um pouco mortais!”…

O resultado finalmente sai e você não sabe se olha ou se deixa pro outro dia. Você já está suando frio, se tremendo e tendo um piripaque. Aí você decide olhar a lista… olha nome por nome procurando o seu ali… E você pode passar do inferno ao céu em segundos, ou pode se afundar completamente em uma depressão profunda pelo decorrer do ano!

Acabou! E agora?

Se seu nome está na lista é uma alegria sem tamanho. Você grita, chora, se descabela e comemora com os amigos. Se seu nome não está lá… vocêVida de blogueiro 3 chora, grita, se descabela e começa a se perguntar por que…  Uma verdadeira montanha russa de emoções! Só quem passa por esse processo sabe do que estou falando.

Passada toda essa agonia você tem dois caminhos:

  • Aprovado: Receber os livros, ler, resenhar, divulgar os lançamentos;
  • Reprovado: Trabalhar mais duro para conseguir no próximo ano.

E assim é o processo todos os anos. Mas, será que vale mesmo a pena ter parcerias com editoras? Esse é um assunto que abordarei em um próximo texto.

Total 2 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

About The Author

Nerd, Geek, viciada em livros, youtuber, aspirante a jornalista, apaixonada por animais e nas horas vagas tenta ser engraçadinha.

  • apaixonadasporlivros

    É exatamente assim que me sinto e encaro as reprovações com pesar no início, Mas depois de refletir vejo o que preciso melhorar e vou à luta.
    O texto me representa Tha!!!!

    Bjssss

  • Carolina Valério

    Oi Thaísa!
    Ótimo post.
    Realmente, blogueiro literário sofre com as seleções de parcerias das editoras. Para te falar a verdade, eu acho que algumas editoras realmente não compensam o trabalho e stress que a gente passa. São poucas editoras que valorizam o trabalho e o cuidado com a produção da resenha e a divulgação de livros, algumas só se preocupam com quantidade de seguidores! Alguns blogs tem milhares de seguidores e as vezes não tem interação dos mesmos no blog. Tem editoras que eu não me inscrevo mais por ter tido uma péssima experiencia de parceria, outras simplesmente não me atraem por conta dos seus livros.
    As minhas favoritas são a Arqueiro, a DarkSide e a Aleph, porque para mim são os melhores livros lançados. Já consegui parceria com a Arqueiro e adoro, eles são uns fofos. Quem sabe um dia consigo com a DarkSide. ^^

    Beijos
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br/