Doenças autoimune: aprenda o que é Lúpus

381

Uma das grandes preocupações durante essa pandemia é proteger as pessoas que fazem parte do grupo de risco e, dentre elas, estão as que sofrem com algumas doenças autoimune. O lúpus é uma delas e precisamos falar sobre isso.

Lúpus é uma doença crônica autoimune cuja etiologia não é totalmente conhecida e pode levar à morte. No Brasil, estima-se uma incidência em torno de 8,7 casos para cada 100.000 pessoas por ano, de acordo com estudo epidemiológico realizado na região nordeste.

É uma doença inflamatória causada quando o sistema imunológico ataca seus próprios tecidos. Estima-se que ela resulta da interação de fatores genéticos, hormonais, ambientais e infecciosos que levam à perda da tolerância imunológica, com produção de anticorpos. Ou seja, na época em que estamos vivendo é preciso ter cuidado redobrado.

O lúpus (LES) pode afetar articulações, pele, rins, células sanguíneas, cérebro, coração e pulmões. Os sintomas variam, mas podem incluir fadiga, dores nas articulações, manchas na pele e febre. Podem se agravar (crise) por alguns períodos e, posteriormente, melhorar. Embora não haja cura para o lúpus, os tratamentos atuais procuram melhorar a qualidade de vida pelo controle dos sintomas e pela diminuição das crises. 

Como diagnosticar o lúpus?

A doença é diagnosticada essencialmente com base na anamnese, exame físico completo e exames laboratoriais. Ela pode ser descoberta em qualquer fase da vida, mas o mais comum é que seja diagnosticado em mulheres entre os 20 e 40 anos de idade.

Em caso de suspeita de lúpus é recomendado procurar um médico reumatologista e o mesmo passará uma série de exames que auxiliarão no diagnóstico. As alterações nos exames que indicam a doença são:

  • Excesso de proteínas em vários exames de urina seguidos;
  • Diminuição do número de eritrócitos, ou glóbulos vermelhos, no exame de sangue;
  • Leucócitos com valor inferior a 4.000/mL no exame de sangue;
  • Diminuição do número de plaquetas em pelo menos 2 exames de sangue;
  • Linfócitos com valor inferior a 1.500/mL no exame de sangue;
  • Presença de anticorpo anti-DNA nativo ou anti-Sm no exame de sangue;
  • Presença de anticorpos anti-nucleares acima do normal no exame de sangue.

Se você quiser compreender mais a fundo a doença, recomendo que acesse o blog Jaleko e confira a matéria completíssima publicada no site. Basta clicar aqui.

Filmes que falam sobre lúpus

Para que você conheça mais da doença, vou indicar dois filmes que abordam o tema e valem a pena serem assistidos.

Standing Eight

O filme “Standing Eight” fala sobre um lutador de boxe, que vê sua carreira interrompida pela doença. O autor do filme, Kazy Tauginas, traz para as telas do cinema um pouco do drama vivido pela sua família devido a doença da mãe. 

O filme ganhou onze prêmios do festival de cinema e agora está disponível na Amazon e no Vimeo.

Do que é feito uma família

Filme de 2001. As lésbicas Janine Nielssen e Sandy Cataldi decidem ter um bebê por meio de inseminação artificial. Sandy opta por ser a mãe biológica e dá à luz a uma menina. Infelizmente, Sandy desenvolve lúpus e morre alguns anos mais tarde. Janine pretende criar a filha, mas os pais de Sandy tentam ganhar a guarda da criança. Decidida a não desistir, Janine procura assistência jurídica.

Esse post é um publieditorial.

Total 2 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

About The Author

Escritora, Geek, amante dos livros, youtuber, apaixonada por animais e não larga uma xícara de café.