O Sapo Não Vira Príncipe

178

Relacionamentos abusivos não devem ser romantizados. Na vida real o sapo nunca virará um Príncipe Encantado.

Ei fofolete, vem cá! Senta aqui e vamos conversar. O assunto hoje é sério.  Estou lendo um livro que tem me deixado muito irritada e que me fez parar para pensar em diversas coisas. Não estou irritada com o livro, mas com a situação apresentada nele e principalmente com a atitude babaca do protagonista.

Me desculpe aos que pensam diferente, mas como escritora, acredito que temos uma grande responsabilidade nas mãos. A literatura é para nosso entretenimento? Sim, é. Temos liberdade para escrever tudo o que quisermos? Sim, temos. Mas, e aqui é um grande MAS, nós temos grande responsabilidade com aquilo que escrevemos e precisamos ter um certo cuidado.

O livro em questão trata de um relacionamento extremamente abusivo, onde o cara é um completo escroto e trata a menina pior do que um lixo e ela aceita a situação. Por mais que tente “lutar” contra seu agressor, ela sempre acaba cedendo e aceitando. São diversos tipos de abuso e a garota se mantem na situação. Sim, o abuso é romantizado.

A partir do momento em que se mostra que o amor da garota é capaz de “transformar” o escroto, a coisa toda passa para um nível perigoso. Gente, na VIDA REAL isso NÃO EXISTE! Não existe essa de aceitar agressão. Não existe essa de se submeter às piores humilhações. Não existe essa de “eu o amo e vou fazer ele mudar”. NÃO! Mil vezes NÃO! Ele não vai mudar. Ele não vai parar de te bater por você amá-lo ou satisfazê-lo sexualmente. Ele vai continuar te agredindo, te desrespeitando, te humilhando. Ele vai continuar até o momento em que reconhecer que PRECISA se tratar ou te matar e mudar seus conceitos porque ele é um completo imbecil! E você, mulher, precisa sair dessa situação o quanto antes. Olha o número absurdo de feminicídios em nosso país!

Acho perigoso demais esse tipo de literatura que mostra um cara machista, agressor, babaca, possessivo, idiota, cheio de traumas (que desconta na mulher), virar o príncipe encantado só porque a mocinha o “mudou” pelo amor. Não caia nessa! Isso é ficção.

E antes que venham me atacar por não compartilhar da mesma opinião, quero afirmar que eu NÃO ACHO que todos os homens são machos que merecem morrer. NÃO ACHO que todos são iguais, nem que todos são agressores. Estou falando apenas que existem muitos relacionamentos abusivos nos quais as mulheres nem tem noção que vivenciam; que existe uma quantidade enorme de mulheres sendo espancadas e mortas e que me incomoda muito quando me deparo com um livro onde torna algo tão horrível numa coisa romantizada.

Relacionamento abusivo não é algo bonitinho e nunca, jamais, em hipótese alguma, deve ser romantizado. Isso na minha humilde opinião. Você é livre para pensar diferente.

Total 5 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

About The Author

Escritora, Geek, amante dos livros, youtuber, apaixonada por animais e não larga uma xícara de café.